Hong Kong avança em plano de se tornar hub cripto
Proposta anunciada pelo regulador local autoriza investidores de varejo a negociarem criptomoedas
Hong Kong cripto, Hong Kong avança em plano de se tornar hub cripto, Capital Aberto
Apesar do otimismo de Hong Kong, um dos maiores obstáculos à concretização de seus planos é a própria desaceleração da indústria de ativos virtuais | Imagem: Freepik

Hong Kong avançou em seu plano de permitir que investidores de varejo negociem criptomoedas, dando um passo importante rumo ao objetivo de se tornar o principal hub cripto da Ásia. De acordo com proposta publicada recentemente pela Hong Kong Securities and Futures Commission, os dois maiores tokens do setor – bitcoin e ether – poderão ser negociados por investidores individuais em exchanges licenciadas, desde que essas empresas façam as checagens necessárias para garantir que os clientes tenham “conhecimento suficiente sobre ativos virtuais”.  


A Capital Aberto tem um curso online sobre capitalização de startups. Saiba mais!


A proposta estabelece, ainda, que não mais do que 2% dos fundos dos clientes podem ser armazenados nas chamadas “hot wallets”, termo usado para descrever carteiras digitais que guardam as chaves privadas dos investidores em criptoativos. Por estarem conectadas à internet, essas carteiras são mais vulneráveis a golpes e ataques hackers do que as cold wallets, que guardam os criptoativos de maneira offline. 

Ao conceder aos investidores individuais acesso a plataformas licenciadas, Hong Kong planeja aumentar seu apelo perante as empresas de cripto que buscam um local amigável e seguro para se estabelecer, principalmente diante do aperto regulatório nos EUA. Essa também é uma oportunidade de o país suplantar Cingapura. Nos últimos anos, a cidade-estado governada por Halimah Yacob atraiu boa parte dos players do setor na Ásia, mas isso vem mudando. Entre os escândalos que abalaram a reputação de Ciingapura como um centro seguro para negociação de criptoativos estão a implosão da stablecoin terraUSD, criada pelo fundador Do Kwon, e a falência do hedge fund de criptomoedas Three Arrows, um dos mais importantes da indústria.  

Apesar do otimismo de Hong Kong, um dos maiores obstáculos à concretização de seus planos é a própria desaceleração da indústria de ativos virtuais, que nos últimos meses cortou milhares de empregos. Além disso, como as principais criptomoedas ainda não se recuperaram do colapso de 2022, é provável que as empresas do setor hesitem em comprometer investimentos até que os planos de Hong Kong estejam mais bem delineados. A Hong Kong Securities and Futures Commission aguarda comentários do mercado sobre sua proposta até 31 de março.  

Matérias relacionadas 

Diante da queda no apelo dos criptoativos, primeiro ETF de NFT será fechado

Empresas de criptoativos encontram obstáculos para captar recursos

Empresas de criptomoedas terão que pagar mais por auditoria


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 34,40/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.