Elon Musk usa Twitter para anunciar intenção de fechar o capital da Tesla

Postagem gerou cerca de 6 mil comentários, incluindo teorias inusitadas para o preço das ações

Companhias abertas/N@ Web / 10 de agosto de 2018
Por 


Ilustração: Rodrigo Auada

Elon Musk tem cerca de 22 milhões de seguidores no Twitter. É um alcance e tanto. No último dia 7, ele usou a rede social para dizer que estava considerando deslistar a Tesla, sua empresa de carros elétricos. A postagem rendeu pelo menos 16 mil republicações, 84 mil curtidas e 6 mil comentários. Musk explicou que pretende transformar a Tesla em uma empresa de capital fechado, mas que gostaria que todos os acionistas permanecessem investidores por meio de um fundo de propósito específico, a exemplo do que já acontece com sua empresa SpaceX. Nesse cenário, os sócios teriam a opção de vender os papéis da Tesla por 420 dólares ou mantê-los. “Espero que todos os acionistas permaneçam. Será bem mais fácil [tocar o negócio] com o capital fechado. Isso vai dar fim às propagandas negativas de investidores vendidos”, provocou Musk. O tuíte gerou todo tipo de comentário. Alguns seguidores acusaram o empresário de estar brincando com coisa séria — não seria a primeira vez que ele usa a rede social para pregar uma peça nos investidores; outros disseram que sua postagem no Twitter teria como finalidade manipular o preço das ações. Mas os comentários mais inusitados estavam relacionados ao valor escolhido por Musk para o fechamento de capital. Não faltaram teorias bizarras. Um indiano observou que, em seu país, 420 é o artigo do código penal que enquadra pessoas que usam meios desonestos para coagir os outros a entregar suas posses. Já um americano disse que, se o número for referência a alguma coisa, é ao consumo de maconha: popularmente, nos Estados Unidos, 4:20 é considerado o horário de se consumir a droga.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Elon Musk Tesla Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Arbitragem: Tudo sobre o método extrajudicial
Próxima matéria
SEC vai discutir mudanças em regras de assembleias



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Arbitragem: Tudo sobre o método extrajudicial
Quando recorrer à arbitragem? As partes recorrem à arbitragem para que seja resolvido, por um tribunal arbitral ou árbitro...