Bolha da maconha

Alta das ações de empresas do setor incita comentários sobre uma possível “pot-com bubble”

Bolsas e conjuntura/N@ Web / 21 de setembro de 2018
Por 


Folha de maconha dentro de uma bolha semi transparente em um fundo laranja.

Ilustração: Rodrigo Auada

Esqueça o bitcoin. A próxima bolha prestes a estourar pode ser a da… maconha. Desde a liberação da droga para uso medicinal na maioria dos estados americanos, várias empresas dedicadas ao desenvolvimento de produtos com base na erva listaram-se nas bolsas locais. Resultado: o preço das ações foi às alturas. Para se ter uma ideia, em junho, as ações da farmacêutica Tilray, que fabrica produtos de Cannabis, eram negociadas a cerca de 30 dólares; na semana passada, esse valor já atingia 176 dólares. Ou seja, em três meses, o preço do papel mais que quintuplicou. No Twitter, muitos usuários já falam em “pot-com bubble”, um trocadilho com a dot-com bubble (bolha das empresas de internet). De acordo com Robert Cyran, colunista de tecnologia da Reuters, “a bolha das ações de Cannabis tem uma origem clássica: boas notícias indo longe demais, como aconteceu com a invenção do sino de mergulho, que criou uma gigantesca bolha de firmas de caça ao tesouro na Inglaterra, nos anos 1700”. O sino de mergulho é uma espécie de câmara que permite a observação e a captura de objetos no fundo do mar.


Leia também

Os negócios bilionários da maconha 

Bolsa do Canadá usa canal no YouTube para que empresas falem sobre seus projetos

Blockchain no pós-trading


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  bolsa de valores ações Bolsa maconha Cannabis erva medicinal Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Juros sobre capital próprio e tributação de dividendos
Próxima matéria
CVM condena ex-diretor da Embraer por desvio de finalidade



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Juros sobre capital próprio e tributação de dividendos
O lucro corresponde à contraposição entre o dinheiro que entra e o que saiu para se obter essa entrada. Só que, como...