Lei francesa amplia rol de objetivos das empresas

O chamado Loi Pacte estabelece que as companhias devem atender, além dos próprios interesses, demandas sociais e ambientais



Ilustração: Rodrigo Auada

A França aprovou, no último mês de maio, um pacote de leis para estimular o crescimento econômico do país, a chamada Loi Pacte. Entre as medidas, está a mudança do princípio geral de que todas as empresas devem ser constituídas para atender o interesse comum de seus sócios. Agora, elas devem ser administradas também levando-se em consideração os aspectos sociais e ambientais resultantes de suas atividades. A alteração afeta de pequenos negócios a grandes corporações e abre a possibilidade para empresas e administradores serem responsabilizados caso provoquem danos sociais ou ambientais. A lei, no entanto, não prevê sanções.

A Loi Pacte tem, ainda, medidas para a desburocratização da abertura de companhias e do registro de patentes e para a facilitação do acesso das empresas francesas a capital — nesse ponto, incentiva IPOs, operações de crowdfunding e acesso a outros tipos de veículos para captação de recursos. A legislação não deixou de lado os cidadãos: prevê o aprimoramento das orientações sobre investimentos de pessoas físicas em empresas inovadoras.


Leia também

Organizações globais querem “reset” no sistema financeiro

A discrepância entre o discurso de sustentabilidade e a prática

Evolução regulatória reforça fatores ASG em fundos de pensão


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Quero me cadastrar!

Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui > 2

teste

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  ESG Capitalismo consciente Loi Pacte Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Millennials querem bons salários, não ambiente descontraído
Próxima matéria
Com retorno altíssimo, fundos de litígios atraem investidor



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.

Leia também
Millennials querem bons salários, não ambiente descontraído
Nascidos no início dos anos 1980, os millennials já se aproximam dos 40 anos. Muitas empresas ditas “modernas”...