Crowdfunding regulado

As normas da CVM para o financiamento coletivo de empresas na internet

Workshop/Encontros
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


Desde o dia 13 de julho, o crowdfunding de investimento é regulado pela Instrução 588 da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A norma permite que empresas com receita anual de até R$ 10 milhões captem recursos por meio de financiamento coletivo na internet com dispensa automática de registro de oferta e de emissor na autarquia. Com base nas diversas manifestações recebidas na audiência pública, o regulador fez alterações importantes na redação da norma. Assim, ela passou a prever, entre outras novidades, a possibilidade de as plataformas promoverem ofertas restritas a grupos de investidores cadastrados, para preservar os dados estratégicos dos empreendedores; a autorização para que cobrem taxas de desempenho dos investidores, em caso de sucesso dos empreendimentos e flexibilização do modelo dos sindicatos de investimento participativo. Como essas novidades vão impactar a dinâmica e o funcionamento do mercado de crowdfunding de investimento? Quais desafios e oportunidades as novas regras geram às plataformas? Qual a opinião de investidores e empreendedores sobre o arcabouço criado pela CVM?  Essas e outras questões foram exploradas neste workshop.

Ficou curioso? Ouça a íntegra do encontro no Clube de Conhecimento!

Painel

As regras da CVM para o crowdfunding de investimento

Antonio Carlos Berwanger, superintendente de desenvolvimento de mercado da CVM

 

Debate

Os impactos da Instrução 588 no desenvolvimento do mercado de financiamento coletivo de empresas

Convidados

Adolfo Menezes Melito, fundador e vice-presidente da Associação Brasileira de Equity Crowdfunding

 

Francisco Jardim, sócio fundador da SP Ventures

 

Frederico Rizzo, fundador da Broota

 

Rodrigo Vieira, sócio do TozziniFreire Advogados

 




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CVM crowdfunding de investimento Instrução 588 plataformas Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Regras do Banco Central para fintechs de crédito
Próxima matéria
Inovação corporativa



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Regras do Banco Central para fintechs de crédito
O Banco Central (BC) aprovou, no último dia 26 de abril, duas resoluções — de números 4.656 e 4.657 — que regulamentam...
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}