Deloitte aposta em melhorias de governança para manter reputação

Contabilidade e Auditoria / Seletas / Reportagem / Edição 60 / 9 de dezembro de 2016
Por 
Ilustração: Rodrigo Auada A sanção imposta Public Company Accounting Oversight Board (PCAOB) à Deloitte vai muito além do desembolso de mais de R$ 30 milhões — despesa que, segundo a firma, será suportada pelos recursos em caixa. Nos últimos dias, o presidente Altair Rossato visitou 16...

Este conteúdo é restrito a assinantes! Faça login >

paywall2 paywall

Se já é assinante, faça login:



Participe da Capital Aberto: Assine Experimente Anuncie


Tags:  Governança PCAOB Deloitte Lei Sarbanes-Oxley ética controles internos multa Deloitte Public Company Accounting Oversight Board vigilância

Compartilhe: 


Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Ex-sócio falsifica papéis de trabalho e Deloitte paga multa recorde
Próxima matéria
Diretor do Carlyle está otimista com Brasil — por ora, pelo menos




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Ex-sócio falsifica papéis de trabalho e Deloitte paga multa recorde
Desde segunda-feira, 5 de dezembro, quem chega à sede da Deloitte no Brasil, em São Paulo, é “recepcionado” por Altair...