Trump acusa Washington Post de ser lobista da Amazon

Presidente ataca empresas de Jeff Bezos em seu Twitter e faz ações oscilarem

Companhias abertas/N@ Web / 27 de julho de 2018
Por 


Ilustração: Rodrigo Auada

Na última semana, a Amazon e o jornal Washington Post — ambos controlados pelo bilionário Jeff Bezos — foram alvo da língua afiada do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Na segunda-feira, dia 23, ele afirmou, em seu perfil oficial no Twitter, que o jornal agia contra ele desde que a Amazon perdeu uma batalha na Suprema Corte do país, que mudou a forma como os impostos sobre compras online são arrecadados. “Na minha opinião, o Washington Post não é nada mais que um caro (o jornal perde uma fortuna) lobista para a Amazon. Seria ele usado como uma proteção contra processos antitruste que muitos pensam que deveriam ser abertos?”, disparou o presidente. Em seu perfil oficial, a Amazon fez “a egípcia”, e não se manifestou sobre o assunto. Já o Washington Post continuou publicando links para suas reportagens — muitas delas críticas a Trump. A cotação da Amazon oscilou para cima e para baixo nos últimos dias. “Eu não me lembro de outro presidente que usasse seu poder executivo de forma a provocar oscilações em ações tão frequentemente”, tuitou o jornalista econômico Charles Gasparino.

O portal Business Insider e muitos outros veículos americanos apuraram que a afirmação de Trump de que a Amazon havia perdido uma batalha era falsa, ou no mínimo exagerada: a mudança afetaria muito pouco o balanço da empresa.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Estados Unidos Amazon Donald Trump Washington Post Jeff Bezos Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
O Brasil além da volatilidade de curto prazo
Próxima matéria
Tentativa de desfiguração da Lei das Estatais ameaça conquista social



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
O Brasil além da volatilidade de curto prazo
No meu primeiro artigo para a CAPITAL ABERTO, em janeiro de 2016, antes do impeachment de Dilma Rousseff, escrevi que as principais...