PMEs são rejeitadas no Oriente Médio

As pequenas e médias empresas (PMEs) correspondem a 98% dos negócios do Oriente Médio, empregam 60% dos trabalhadores e representam 50% do PIB da região, mas recebem muito pouco financiamento.

Captação de recursos/Internacional/Edição 129 / 1 de maio de 2014
Por 


As pequenas e médias empresas (PMEs) correspondem a 98% dos negócios do Oriente Médio, empregam 60% dos trabalhadores e representam 50% do PIB da região, mas recebem muito pouco financiamento. Para se ter ideia, apenas 2% dos empréstimos concedidos pelos bancos locais vão para essas companhias. Esses dados vieram à tona numa conferência sobre a região organizada pelo CFA Institute na Jordânia, no começo de abril. A conclusão: as PMEs precisam de outras fontes de captação de recursos.

Questões culturais dificultam o financiamento. Em muitos países, devedores são punidos com prisão. A sanção, aliada à inexistência de leis para recuperação judicial, desencoraja os empreendedores. Além disso, os investidores locais veem as PMEs como um segmento que cresce devagar demais e demora para trazer retorno, preferindo colocar o dinheiro apenas em grandes empresas.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  private equity CAPITAL ABERTO mercado de capitais Oriente Médio start-up PMEs financiamento mercado de acesso Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Bancos estatais sob escrutínio na Índia
Próxima matéria
Bolsas árabes sobem junto com gasto público



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Bancos estatais sob escrutínio na Índia
O United Bank of India (UBI), instituição financeira estatal negociada nas duas principais bolsas locais, está com problemas....