Companhias lançam ofertas de ações para salvar 2014

Quando o mercado já dava o ano por encerrado e cravava que 2014 fecharia com o solitário IPO da Ourofino, três companhias resolveram se aventurar na emissão de ações. No dia 1º de dezembro, a Azul retomou seu IPO. A companhia aérea ofertará ações no Brasil e nos Estados Unidos. Esta é a segunda …



redbox1Quando o mercado já dava o ano por encerrado e cravava que 2014 fecharia com o solitário IPO da Ourofino, três companhias resolveram se aventurar na emissão de ações. No dia 1º de dezembro, a Azul retomou seu IPO. A companhia aérea ofertará ações no Brasil e nos Estados Unidos.

Esta é a segunda tentativa de estreia da Azul na bolsa de valores. O primeiro pedido foi feito no ano passado e enfrentou alguns percalços. Inicialmente, a CVM rejeitou a estrutura acionária proposta pela companhia: suas ações preferenciais garantem dividendos 75 vezes superior ao concedido aos ordinaristas. O caso foi parar no colegiado da autarquia. Os diretores entenderam que a estrutura era legal e liberaram a operação — que acabou suspensa por conta depiora das condições de mercado. Agora, no novo pedido, a companhia manteve a ideia de emitir as superpreferenciais.

No dia seguinte ao protocolo da Azul, a oferta inicial da JBS Foods voltou a correr. A operação está sob análise da CVM desde outubro, mas acabou suspensa depois que Wesley Batista, presidente do conselho da companhia, falou sobre a oferta à imprensa, o que fere a Instrução 400.

Estreia da nova Instrução 476

Para fechar o ano, a Restoque, dona de marcas como Le Lis Blanc e Dudalina, anunciou que ofertará 50 milhões de ações ordinárias por meio da nova Instrução 476. A norma foi reformada este ano justamente para incluir ações (e debêntures conversíveis) no rol de ativos passíveis de oferta com esforços restritos de venda. A companhia é a primeira a usar a novidade, o que pode confirmar a expectativa do mercado de que as companhias já listadas seriam as maiores usuárias da regra.

Por ser a pioneira, a Restoque está testando também os ritos impostos às ofertas restritas. Como prevê a regra, todos os acionistas têm direito de prioridade na operação. Ao mesmo tempo, apenas 50 investidores podem participar da oferta. Para conjugar estas características e ainda assim permitir a entrada de novos investidores, os principais acionistas da Restoque, donos de cerca de dois terços do capital, abriram mão da prioridade — mas ainda assim terão a possibilidade de comprar ações.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Quero me cadastrar!

Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui > 2

teste

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  IPO CAPITAL ABERTO mercado de capitais Restoque oferta de ações Azul oferta 476 JBS Foods Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Companhias em que o CEO possui ações registram bom desempenho
Próxima matéria
Segredos da Sony são expostos na rede



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.

Leia também
Companhias em que o CEO possui ações registram bom desempenho
Um estudo divulgado recentemente no Journal of Finance mostra que companhias nas quais o CEO detém participação relevante...