A Psicologia e o Mercado

“Changing Minds”, lançado nos Estados Unidos, ensina executivos e investidores sobre a arte do convencimento

Governança Corporativa/Edição 11/Prateleira/Temas / 1 de julho de 2004
Por 


A mente humana como eixo das decisões econômicas trouxe para o psicólogo Daniel Kahneman, da Universidade de Princeton, o Prêmio de Economia de 2002. Kahneman retornou aos fundamentos da economia neoclássica, que analisa os consumidores através de suas atitudes e motivações.

Outros dois eventos recentes fortaleceram o entusiasmo dos mercados financeiro e corporativo pela ciência de Freud e Jung. Primeiro as turbulências da virada do século 20, com o fracasso da bolha da internet. Segundo, os escândalos corporativos nos Estados Unidos e na Europa, que passaram a exigir uma série de mudanças, através de novas formas de governança corporativa.

Depois de tantos acidentes econômicos provocados pelas mentes misteriosas dos serem humanos que conduzem os mercados, um sucesso editorial norte- americano deste primeiro semestre vem ajudar empresários e investidores a superar um dos mais persistentes obstáculos à boa governança. Na obra Changing Minds, editada pela Harvard Business School, o prestigiado psicólogo Howard Gardner ensina os caminhos para mudar a mente das pessoas sobre algo verdadeiramente importante. A propósito, uma valiosa contribuição do apurado conhecimento acadêmico de Gardner a diversos agentes do mercado de capitais brasileiro, especialmente aqueles que inúmeras vezes se pegam brigando para modificar pensamentos e formas de agir arraigadas nas mentes de acionistas controladores, reguladores, gestores de companhias ou mesmo investidores.

Gardner é professor de psicologia da Universidade de Harvard e autor do clássico Frames of the Mind. É especialista na análise das múltiplas inteligências, as quais define em suas várias formas como musical, sintética-corporal, naturalista e existencial.

Baseado em décadas de pesquisa, Gardner identifica sete fatores que influenciam a mudança das mentes e os define como os 7 Rs. O convencimento, afirma, é conseguido quando o argumento (reason) e a pesquisa (research) são reforçados por múltiplas formas de representação (representation), eventos do mundo real (real world events), ressonância (resonance) e recursos (resources). Todos esses elementos caminham em uma única direção, de forma que as resistências (resistances) possam ser identificadas e mensuradas de forma satisfatória.

Changing minds – the art and science of changing our own and other people´s minds Howard Gardner | Harvard Business School Press

Gardner define seis situações em que as mudanças das mentes podem ocorrer: • envolvendo grupos heterogêneos como a população de um país, com grande impacto político social. Ele cita como exemplo mais recente o bemsucedido trabalho de Margaret Thatcher na privatização das estatais inglesas.

• em um grupo homogêneo e uniforme, como a gestão de James Freeeman em Dartmouth College, que trouxe novos métodos de gestão e excelência para a educação da elite americana.

• nas artes, nas ciências e na política, a exemplo da obra de Karl Marx, Sigmund Freud, Charles Darwin e Albert Einstein, além das obras artísticas de Martha Graham e Pablo Picasso;

• e ainda no âmbito da educação formal, entre duas pessoas ou pequenos grupos e no contexto individual.

O encontro da economia com a psicologia talvez possa responder a questões fundamentais para o gerenciamento das incertezas, em favor da boa governança das empresas e dos mercados. Freud e Jung chegaram ao mundo econômico pelas mãos de Kahneman e Gardner. Sejam bem vindos!


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 36 00

Mensal

Acesso Digital
-
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Completa

R$ 42 00

Mensal

Acesso Digital
Edição Impressa
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Corporativa

R$ 69 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 15% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Clube de conhecimento

R$ 89 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 20% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital | Acervo de Áudios



Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Governança Daniel Kahneman Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Mercado e governança na vida real
Próxima matéria
Caixa planeja novos FIDCs sociais



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Mercado e governança na vida real
É verdade que este ainda não se revelou o ano da recuperação esperada nos últimos momentos de 2003. Mesmo assim, pelo...
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}