Câmara aprova MP da Liberdade Econômica

Os principais acontecimentos para o mercado de capitais na semana de 12 a 16 de agosto

Semana / 16 de agosto de 2019
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


Ilustração: Julia Padula

Na última terça-feira, 13 de agosto, a Câmara dos Deputados aprovou o texto-base da Medida Provisória (MP) 881, por 345 votos a 76. O Executivo propôs a chamada MP da Liberdade Econômica, que abarca uma grande variedade de temas, numa tentativa de diminuir a burocracia que recai sobre as atividades empresariais no País. O texto agora segue para o Senado, onde precisa ser aprovado até o dia 27 de agosto para não perder a validade.

As principais mudanças incluem a facilitação da abertura de empresas (permissão para criação de negócios com apenas um sócio, sem requisito de capital mínimo) e a eliminação de alvarás para estabelecimentos com atividades de baixo risco. O texto trata também de questões sobre fundos de investimento. Na seara trabalhista, a MP aprovada altera pontos da CLT — alguns bastante polêmicos, como relações entre trabalho aos domingos e folgas e registros de ponto. A controversa alteração da redação do artigo 115 da Lei das S.As., para permitir voto de acionista em potencial conflito de interesses, acabou fora do texto que continua em tramitação.

 

12.08

– O Merval, índice de referência da bolsa de Buenos Aires, fecha em queda de 38% em decorrência da derrota do atual presidente da Argentina, Mauricio Macri, nas prévias eleitorais realizadas no domingo (11). Ele obteve 32% dos votos, contra 47% do opositor Alberto Fernández, que tem a ex-presidente Cristina Kirchner como vice. O primeiro turno da eleição presidencial argentina está marcado para 27 de outubro.

– Mercado volta a reduzir expectativa para o avanço do PIB brasileiro neste ano, mostra a pesquisa Focus, do Banco Central. A mediana das projeções dos economistas caiu de 0,82% para 0,81% em uma semana. Para a Selic, a mediana saiu de 5,25% ao ano na semana anterior para 5% no mais recente levantamento.

– Lucro líquido do Banco Inter soma 32,9 milhões de reais no segundo trimestre de 2019, uma alta de 90,9% na comparação com igual intervalo do ano passado.

– Eletrobras quadruplica lucro líquido no segundo trimestre do ano em comparação com igual intervalo de 2018, de 1,366 bilhão de reais para 5,564 bilhões de reais. O resultado inclui, segundo a estatal, ganhos com as privatizações de distribuidoras de energia das regiões Norte e Nordeste feitas no ano passado.

 

13.08

– Banco BTG Pactual anuncia ter tido lucro líquido contábil de 971,6 milhões de reais no segundo trimestre deste ano, 56,1% a mais que o apurado no período de abril a junho de 2018.

 

14.08

Piora no cenário internacional faz dólar fechar no Brasil acima de 4 reais pela primeira vez desde o dia 28 de maio. O quadro externo inclui indicadores econômicos negativos na China e na Alemanha, inversão de curvas de juros de curto e longo prazo dos títulos do governo americano e a continuidade da guerra comercial entre os EUA e a China.

– Entre abril e junho de 2019, a JBS registrou lucro líquido de 2,2 bilhões de reais, revertendo o prejuízo líquido de 911,1 milhões de reais apurado no segundo trimestre de 2018. A receita líquida da companhia aumentou 12,5% na comparação anual, para 50,8 bilhões de reais no fim de junho.

– Lucro líquido da Natura aumentou 109,4% no segundo trimestre sobre igual período de 2018, para 66,6 milhões de reais. De acordo com a empresa, o avanço é decorrente do bom desempenho das três marcas do grupo (Natura, Aesop e The Body Shop).

– Credenciadora de cartões Stone registra lucro líquido ajustado de 194 milhões de reais no segundo trimestre de 2019, aumento de 172,8% ante o intervalo de abril a junho de 2018. O volume de pagamentos intermediados somou 29,8 bilhões de reais, com alta de 60,6%.

– Prejuízo líquido da Saraiva aumenta 90,4% no segundo trimestre do ano, chegando a 71,6 milhões de reais.

 

15.08

–  Nervosismo dos mercados com a possiblidade de uma recessão global levou o Ibovespa a perder a marca de 100 mil pontos: o índice fechou a quinta-feira em 99.057 pontos, o nível mais baixo desde 17 de junho passado (97.623 pontos).

– O grupo Votorantim teve lucro líquido consolidado de 225 milhões de reais no segundo trimestre de 2019, crescimento de 54% sobre o período de abril a junho do ano passado. A companhia atribuiu o avanço a quatro fatores principais: bons resultados de negócios de cimento no Brasil e nos Estados Unidos, maior faturamento no segmento de produtos de valor agregado de alumínio, venda de excedente de energia e exportações favorecidas pelo câmbio.

 

16.08

– Agência de classificação de risco Fitch rebaixa o ratings soberanos da Argentina, incluindo o de probabilidade de inadimplência a longo prazo em moeda estrangeira (IDR, na sigla em inglês), de “B” para “CCC”. Segundo a agência, o rebaixamento reflete a elevada incerteza política após as eleições primárias do último domingo.

– Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) avalia intervir na operadora Oi depois da divulgação de resultados ruins da companhia — no segundo trimestre, o prejuízo líquido aumentou 24% sobre o registrado em igual período do ano passado. Segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo, existe receio de que regiões do Brasil possam ficar sem serviços de telefonia fixa prestados pela operadora já no ano que vem.

 

 

 

 

 


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 36 00

Mensal

Acesso Digital
-
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Completa

R$ 42 00

Mensal

Acesso Digital
Edição Impressa
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Corporativa

R$ 69 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 15% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Clube de conhecimento

R$ 89 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 20% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital | Acervo de Áudios



Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Lei das S.As. CLT MP da Liberdade Econômica Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Novas regras
Próxima matéria
CVM absolve diretor de RI que deixou de divulgar fato relevante



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Novas regras
A expectativa em torno de ajustes em regramentos do mercado de capitais brasileiro às vezes fica um pouco abafada pelo...
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}