Pesquisar

|

|

Pesquisar
Close this search box.
Criação de unicórnios despenca no mundo
Surgimento dessas empresas caiu cerca de 80% no primeiro semestre em comparação ao pico de 2021
empresas unicórnio, Criação de unicórnios despenca no mundo, Capital Aberto
A queda ocorre à medida que os investidores se mostram menos afeitos a fazer investimentos arriscados

O número de empresas unicórnio recém-criadas — nome dado às companhias não listadas em bolsa avaliadas em 1 bilhão de dólares ou mais — está despencando em todo o mundo, segundo levantamento feito pelo PitchBook. De acordo com o provedor de dados americano, o número médio mensal de novas empresas unicórnio caiu para 7,3 no primeiro semestre de 2023, cerca de 80% abaixo do pico de 50,5 registrado em todo o ano de 2021.


A Capital Aberto tem um curso online sobre BDRs e ADRs: como e quando emitir. Dá uma olhada!


A queda ocorre à medida que os investidores se mostram menos afeitos a fazer investimentos arriscados. Preocupações com uma possível desaceleração econômica causada pelo aperto monetário nos Estados Unidos e em outros países centrais podem estar na raiz do fenômeno.

Resultados ruins

Além disso, muitas empresas unicórnio se revelaram incapazes de atingir suas metas de receita. Reduziram, assim, as operações e também a força de trabalho, o que pode ter contribuído para o afastamento dos investidores. Muitas dessas empresas ficaram pelo caminho nos últimos anos. É o caso, por exemplo, da Zume, que oferecia pizzas feitas por robôs e agora está em processo de liquidação judicial.

Outra empresa unicórnio que encerrou as atividades é a IRL, startup de aplicativos de mensagens americana. Nesse caso, o fechamento das portas ocorreu após a companhia relatar que mentiu a respeito do seu número de usuários.

Avaliada em 1,17 bilhão de dólares em 2021 após uma injeção de capital do Vision Fund, sob gestão do SoftBank Group, a IRL chegou a afirmar que seu aplicativo tinha 20 milhões de usuários ativos. No mês passado, entretanto, um porta-voz admitiu que 95% de seus usuários eram “robôs ou bots”.

O cenário atual contrasta fortemente com o que se viu em 2021. Naquele ano, o mundo testemunhou um nascimento mensal médio de 50 unicórnios, principalmente nos Estados Unidos e na China, de acordo com o PitchBook.

Matérias relacionadas

Startups se preparam para o pior

Não dá para investir em healthtechs buscando unicórnio

Startups agora precisam gerar receitas de qualidade

Unicórnios patinam após desastrosos IPOs


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 34,40/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

Acompanhe a newsletter

Leia também

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.