Na mosca

Gestoras acertam previsão sobre julgamento de Lula na segunda instância 

Bolsas e conjuntura / N@ Web / 28 de janeiro de 2018
Por 


Ilustração: Rodrigo Auada

Ilustração: Rodrigo Auada

Na última quarta-feira, um único assunto dominou as páginas de economia e política dos jornais e as redes sociais: o julgamento do recurso do ex-presidente Lula contra a sua condenação, a 9 anos e 6 meses de prisão, determinada pelo juiz federal Sérgio Moro em julho de 2017. Responsáveis pelo “julgamento do século” — como o evento foi chamado na web —, os desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) tiveram seus votos acompanhados de perto. Às 17 horas, a página do TRF4 no Youtube, que transmitia o julgamento ao vivo, registrava 114 mil espectadores ativos. Entre os agentes do mercado, o evento gerou nervosismo — e também motivou apostas. No Whatsapp circulou entre investidores um levantamento das expectativas dos principais fundos e gestoras do País, atribuído à XP Investimentos, sobre os possíveis desfechos do julgamento de Lula. A maioria apostava no resultado de 3 a 0 a favor da condenação, mas ponderava que o placar 2 a 1 era possível e poderia ter um impacto negativo no mercado. Para o alívio dos investidores, em decisão unânime, os três desembargadores que julgaram o caso decidiram manter a condenação do ex-presidente.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Corrupção julgamento Lula TRF4 Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Em transformação
Próxima matéria
Arbitragem na construção civil



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Em transformação
Os fundos de pensão enfrentam hoje no Brasil uma crise de reputação, cuja solução exigirá mudanças não só na atuação...