Monica de Bolle recebe ameaça no Twitter

Economista diz ter sido intimidada com sugestão de estupro, feita por profissional de uma gestora de investimentos

Bolsas e conjuntura/N@ Web / 1 de março de 2019
Por 


Monica de Bolle recebe ameaça no Twitter

Ilustração: Rodrigo Auada

A economista Monica de Bolle é bastante ativa no Twitter e, como todo mundo que frequenta as redes sociais, costuma receber muitos xingamentos de quem discorda dela. Alguns são apenas ofensas inócuas, mas outros cruzam essa linha e incluem ameaças veladas — inclusive de estupro. Em seu perfil, ela disse ter recebido esse tipo de intimidação de um homem do mundo financeiro, que trabalha em uma gestora de investimentos. Em seguida, ele tornou seus tuítes privados. “Quem cruzar a claríssima linha entre a chateação boba e o terreno sinistro das ameaças não será mais poupado. Será devidamente enquadrado por meios legais e por exposição pública. Exposição pública dói onde mais importa para quem atua no mercado: no bolso e na reputação”, avisou a economista. Um de seus seguidores recomendou que o assunto fosse levado ao departamento de compliance dos bancos. “Ao cometer crime de ameaça em redes sociais, esses executivos estão expondo ao risco de imagem seus cotistas, inadmissível”, afirmou.


Leia também

Mônica de Bolle estuda influência de evangélicos sobre vitória de Bolsonaro

Luis Carlos Mendonça de Barros critica Monica de Bolle no Facebook

Briga entre Eliott e Vivendi ganha mais um capítulo


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Monica de Bolle Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Como o coreano Mu Hak You arruinou a Gafisa
Próxima matéria
SEC quer facilitar conversas pré-IPO



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Como o coreano Mu Hak You arruinou a Gafisa
O polêmico coreano Mu Hak You, dono da gestora de recursos GWI, é conhecido como o “rei do termo”. Mas talvez seu apelido...