Controle concentrado reduz probabilidade de listagem em bolsa

Governança / Edição 20 / 1 de abril de 2005
Por 


Estudo divulgado em fevereiro por cinco pesquisadores norte-americanos utilizando dados de mais de 4.000 empresas de 31 países mostrou que a probabilidade de uma companhia decidir listar ações nos EUA possui relação com a concentração da sua estrutura societária. Os pesquisadores descobriram que, quanto maior a concentração do direito de controle (percentual de ações com direito a voto) em posse do controlador, e, quanto maior a disparidade entre seu direito de controle e seu direito sobre o fluxo de caixa (percentual do total de ações), menor a probabilidade de a empresa decidir listar suas ações no mercado americano. Segundo os autores, este resultado corrobora a hipótese de que maiores benefícios privados de controle reduzem a probabilidade de os controladores listarem voluntariamente suas ações nos EUA, já que o padrão mais rígido de transparência e o monitoramento da companhia associado a tal decisão poderia limitar sua capacidade de extrair benefícios corporativos apenas para si em detrimento dos demais acionistas. O estudo pode ser encontrado no link: http://papers.ssrn.com/sol3/ papers.cfm?abstract_id=668424


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a algumas reportagens.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie

Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Companhias de países anglo-saxões se destacam em novo rating da GMI
Próxima matéria
Funcionários apostam em ações da empresa para aposentadoria




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Companhias de países anglo-saxões se destacam em novo rating da GMI
A agência de pesquisa e rating de governança corporativa Governance Metrics International (GMI) anunciou no final de 2004...