Introdução

Descubra a governança

Especial / Governança Corporativa / Edições / Temas / Reportagem / 1 de setembro de 2005
Por 


Responda rápido: a ação da empresa “A” valorizou 10% nos últimos 12 meses. Já o papel da empresa “B” subiu 20% no mesmo período. Em qual das duas companhias você colocaria seu dinheiro? Engana-se quem pensa que essa pergunta pode ser respondida apenas com base em uma análise técnica do desempenho das cotações, ou mesmo a partir de estimativas de resultados futuros para as duas companhias.

Para garantir a rentabilidade e, principalmente, a segurança de seu investimento, você precisa ir além. Por que não observar, por exemplo, que tipo de tratamento essa empresa dá a seus acionistas? Verifique até onde ela se empenha em ser transparente e se confere direitos aos minoritários que superam o previsto na Lei das S.As. Vale também checar a composição do seu conselho de administração e como é feita a fiscalização da gestão. Em outras palavras, nossa proposta é que você aprenda a escolher uma companhia pelo seu nível de governança .

Este guia foi preparado para os investidores individuais – iniciantes ou mais familiarizados com a bolsa de valores – que desejam incluir a governança corporativa entre os pré-requisitos na escolha de uma ação. O conceito ganhou extraordinária força no Brasil e no mundo ao longo dos últimos dez anos, instalou-se na agenda dos grandes investidores institucionais e tornou-se primordial para as companhias que querem buscar recursos no mercado de ações.

Portanto, se você é um investidor que pensa no longo prazo, está na hora de conhecer um pouco mais deste universo. E descobrir por que a governança corporativa é fundamental para a valorização das suas ações.


Quer continuar lendo?

Você já leu {{limit_offline}} conteúdo(s). Gostaria de ler mais {{limit_online}} gratuitamente?
Faça um cadastro!

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie

Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Conceito de propriedade
Próxima matéria
Nova visão estratégica e CRIs aquecem os contratos "built to suit"




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Conceito de propriedade
Antes de mais nada, atenção leitor: existe um bom motivo para termos esco lhido este capítulo como o primeiro de nossa...