A disputa pela Forjas Taurus

2/6/2014

Blog da Redação / Blogs / 2 de junho de 2014
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


A Forjas Taurus é tema da nossa matéria de capa deste mês. A fabricante de armamentos e equipamentos de segurançamigrou em 2011 Nível 2 da BM&FBovespa. Na época, vendeu ao mercado a ideia de que investiria nas melhores práticas de governança, mas, recentemente, tornou-se palco de uma intensa batalha entre os minoritários e o empresário Luis Estima. Os investidores reclamam, sobretudo, das manobras societárias que ele vem adotando para retomar o controle majoritário e cessar as investigações conduzidas internamente por membros dos conselhos de administração e fiscal. (leia aqui, para assinantes)

Na semana passada, logo após o fechamento da edição, uma nova informação chegou ao mercado. A Companhia Brasileira de Cartuchos (CBC), fabricante de munições, tornou-se dona de 16,80% das ações ordinárias da Taurus. Segundo o fato relevante, as compras foram feitas no pregão, entre os dias 22 e 27 de maio.

O reforço na posição acionária da CBC promete esquentar o embate. Desde que começou a comprar ações da Taurus, a CBC é alvo de críticas dos minoritários: estaria votando em linha com Estima para fazer frente aos demais acionistas.  Ainda que circule um boato de que seu verdadeiro objetivo seja dar uma rasteira em Estima e tomar, ela própria, o controle da empresa.

A fatia de ações detidas pela CBC pode crescer ainda mais. A Taurus está com um processo de aumento de capital (aprovado à revelia dos minoritários) em andamento, no qual a CBC poderá exercer o direito de preferência.

A CBC também será peça-chave na assembleia marcada para o próximo dia 27. No encontro, um novo conselho de administração será escolhido — Estima e os minoritários brigam para ver quem ficará com a maioria dos assentos. No mesmo dia, serão apresentadas as recomendações do comitê especial que estuda as duvidosas demonstrações financeiras da Taurus. O balanço de 2012, por exemplo, foi reapresentado e o lucro se transformou em prejuízo. O comitê indicará as providências a serem tomadas e, possivelmente, quem são os culpados pelo estranho erro.

Vem chumbo grosso por aí.


Quer continuar lendo?

Você já leu {{limit_offline}} conteúdo(s). Gostaria de ler mais {{limit_online}} gratuitamente?
Faça um cadastro!

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CVM CAPITAL ABERTO mercado de capitais assembleia Minoritários Forjas Taurus blog da redação Luis Estima CBC disputa Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Preparando os pequenos
Próxima matéria
É válido o uso de prêmio por risco país na estimação de custo de capital das empresas?




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Preparando os pequenos
Na tentativa de ganhar investidores no futuro, a BM&FBovespa resolveu reunir, em seu canal do YouTube, um aspirante a cozinheiro,...