Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.
A Probabilidade de Negociação com Informação Privilegiada no Mercado Acionário Brasileiro

Este estudo tem o objetivo de investigar a assimetria de informação existente na negociação de ações no mercado acionário brasileiro. Para isso, é estimada a probabilidade de negociação com informação privilegiada (PIN) de 229 ações durante os anos de 2010 e 2011, por meio do modelo de Easley, Hvidkjaer e O’Hara (2002), a partir dos volumes intradiários de negociação dessas ações. Em seus resultados, pode-se verificar que a PIN média dessas ações foi de 24,9%. Considerando o segmento de governança corporativa, as ações listadas no Nível 2 apresentaram a menor PIN média (24,4%), enquanto as ações do Nível 1 a maior média (25,6%). Comparando-se as ações ordinárias (24,2%) às preferenciais (26,0%), pode-se verificar que o pressuposto de que ações com direito de voto oferecem maior proteção aos seus portadores contra a assimetria de informação foi confirmado. Sobretudo, as evidências indicam a existência de negociação com informação privilegiada nesse mercado.


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 34,40/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.