Proporção de mulheres em conselhos é recorde nos Estados Unidos

29/9/2014

Captação de recursos/Temas/Internacional / 29 de setembro de 2014
Por 


Nunca tantas mulheres foram indicadas para ocupar cadeiras em conselho de administração quanto em 2014. Dos candidatos a uma vaga no board das empresas do S&P500, 30% eram mulheres; em 2008, elas eram apenas 15%. Isso mostra que companhias e acionistas estão se preocupando em aumentar a diversidade dos órgãos de administração. Os dados foram divulgados hoje pela Institutional Shareholder Services (ISS), maior consultoria de voto do mundo. A proporção de integrantes femininas do conselho aumentou também, embora ainda seja inferior a 20%. Mais precisamente, 18,7% das cadeiras das principais companhias americanas são ocupadas por mulheres. Há três anos, eram 16,3%.

Ao redor do mundo, o número de conselheiras também está aumentando de forma consistente. Entre as companhias do índice FTSE 350, que reúne as principais empresas da London Stock Exchange, as mulheres são 18,5% — em 2008, elas eram pouco mais de 10%. No Canadá, 14,6% das vagas são hoje ocupadas por mulheres; na Austrália, 14,7%.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  ISS CAPITAL ABERTO mercado de capitais diversidade Mulheres nos Conselhos de Administração Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Brigas internas da PIMCO voltam a ser assunto na internet
Próxima matéria
Mercado secundário de CRIs ganha impulso com coleta de intenções de compra e venda



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Brigas internas da PIMCO voltam a ser assunto na internet
Pense num profissional tão irritadiço que leva os colegas e subordinados a pedirem demissão caso ele não dê o fora da companhia....