Nasdaq quer consultorias de voto transparentes

Legislação e Regulamentação/Internacional/Edição 123 / 1 de novembro de 2013
Por 


A bolsa de tecnologia americana Nasdaq está descontente com as consultorias de recomendação de voto. Em petição enviada à Securities and Exchange Commission (SEC), afirmou que elas “aumentam os custos das companhias abertas e criam desincentivos para a abertura de capital”. O vice-presidente da instituição, Edward Knight, pede que o regulador do mercado de capitais dos Estados Unidos revise suas diretrizes para essas companhias, lançadas há dez anos, e exija a divulgação das metodologias usadas para recomendação dos votos, assim como das relações que possam gerar conflitos de interesses.

Segundo Knight, as consultorias de voto têm a tendência de analisar os assuntos em pauta nas assembleias de forma genérica e sem aprofundamento, o que gera insegurança para as companhias. Hoje, grande parte delas não compreende o que é necessário fazer para atender aos requisitos das consultorias, segundo o executivo.

A petição da Nasdaq se soma a um movimento que vem crescendo nos Estados Unidos. Em junho, o congresso americano conversou com representantes de companhias, investidores e fundos sobre o papel das consultorias de voto. Atualmente, duas firmas — Glass Lewis e ISS — concentram 97% desse mercado.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  SEC Nasdaq ISS CAPITAL ABERTO mercado de capitais Glass Lewis consultoria de voto Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Mercado argentino aquece diante de mudança política
Próxima matéria
Informações opacas



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Mercado argentino aquece diante de mudança política
No dia 25 de outubro, o índice Merval, principal indicador da Bolsa de Comércio de Buenos Aires, fechou em 5.526,29 pontos...