IFRS também será obrigatório para fundos de investimento

Contabilidade e Auditoria / Temas / Edição 71 / 1 de julho de 2009
Por  e


Os fundos de investimento estruturados — de aplicação em direitos creditórios (FIDCs), em participações (FIPs), no setor imobiliário (FIIs) e em empresas (FMIEs) — terão de se adaptar às normas internacionais de contabilidade (International Financial Reporting Standards, IFRS). A família de FIDCs será a primeira. Um grupo de trabalho dentro da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) prepara uma série de instruções sobre o assunto, com o plano de entregar as regras para essa categoria ainda no primeiro semestre.

Hoje, os FIDCs seguem as regras do Plano Contábil das Instituições do Sistema Financeiro Nacional (Cosif), editado pelo Banco Central. A Instrução 356, que regulamenta as carteiras de direito creditório, obriga o uso do Cosif até que uma norma específica para o fundo seja criada. “A intenção é padronizar as demonstrações dos fundos e atacar alguns pontos sensíveis”, conta Osvaldo Zanetti, analista da gerência de normas contábeis da autarquia.

Apesar de adotarem o Cosif como modelo, as informações contábeis de FIDCs não são comparáveis entre si. “Há informação disponível, mas cada fundo a presta de um jeito. Com a instrução, isso vai mudar”, diz Flávia Mouta, inspetora da gerência de aperfeiçoamento de normas da CVM. Já os “pontos sensíveis”, como as baixas de ativos, serão atacados com a adoção do IAS 39, referendado pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC) 08.

Na sequência, a CVM pretende lançar as regras contábeis para os FIIs. Os FIPs e os FMIEs estão no fim da fila, por usarem uma contabilidade parecida com a de uma empresa, mais simples para o investidor. Apenas a parcela investida em ativos financeiros dessas carteiras segue as regras do Cosif.


Quer continuar lendo?

Você já leu {{limit_offline}} conteúdo(s). Gostaria de ler mais {{limit_online}} gratuitamente?
Faça um cadastro!

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  IFRS FIDC FIP FII Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Incorporações continuam a premiar o bloco de controle
Próxima matéria
Mercado de balcão diferenciado amplia liquidez de ADRs




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Incorporações continuam a premiar o bloco de controle
A incorporações de ações com preços maiores para as ações dos controladores ganharam novo capítulo em junho. A Duratex,...