“Generalizar é sentença de morte”

Fabio Spinola

Gestão de Recursos / Relevo / Edição 127 / 1 de Março de 2014
Por 


Fabio Spinola é gestor de fundos da Apex Capital e também um dos sócios da asset, criada em 2011 com aproximadamente R$ 1,4 bilhão em recursos administrados. Segundo levantamento feito pelo consultor Marcelo D’Agosto, com base em dados da Economatica, o fundo Apex Infinity Long Biased FIC FIA está entre as quatro carteiras de ações da categoria “livre” com maior rentabilidade em 2013: obteve retorno de 14,41%, frente a uma queda de 15,5% do Ibovespa. No levantamento, foram considerados fundos com mais de cem cotistas e patrimônio líquido superior a R$ 50 milhões. Confira abaixo alguns trechos da entrevista.

Foco de atuação
“Apostamos no nicho do investimento em valor. Nosso foco é identificar companhias que estejam com desconto em relação ao preço-alvo projetado por nós e que tenham registrado boa performance em diferentes ciclos econômicos. Também prestamos bastante atenção à qualidade da administração.”

Seleção de ativos
“Cada vez mais, generalizar é uma sentença de morte. Mesmo em setores conturbados, é possível achar ações que valham a pena. O segmento de construção civil é exemplo disso. Há empresas que subiram 50% e outras que caíram 50%.”

Análise de investimento
“Fazer uma análise profunda das companhias é crucial parar gerar rentabilidade no longo prazo. Hoje, temos uma equipe de cinco analistas que cobrem todos os setores da bolsa, buscando identificar boas oportunidades. Cada um é especialista em um ou mais segmentos. Assim, eles conseguem avaliar a companhia não só em termos absolutos, mas também em relação a seus pares.”

Estudo de campo
“Buscamos fazer também uma análise investigativa. Como investimos no setor de educação, já ocorreu de integrantes da equipe se matricularem em um ou outro curso para ver como era o processo de captação de alunos. Da administração da empresa você normalmente só vai ouvir coisas boas; então, é importante conversar com o cliente e o fornecedor para cobrir todo o espectro.”

Portfólio
“Temos de 15 a 20 ativos na nossa carteira de investimento. Entre as companhias que contribuíram para o bom resultado de 2013 estão Itaú, Braskem, Kroton, Eztec e BB Seguridade. Investimos nas ações do Itaú em 2012, indo na contramão do mercado. A expectativa para o setor era ruim, devido à pressão do governo por cortes no spread bancário.”

Hora de comprar
“O Brasil passa por um momento de crescimento baixo. O custo de capital está mais caro e as margens das empresas, pressionadas. Tudo isso exigiu uma revisão do preço justo das companhias. Mas, hoje, esse quadro está precificado e acreditamos que há boas oportunidades para adquirir ações a preços bons, olhando o longo prazo. Já existem empresas com múltiplos bastante descontados. Outras ainda precisam passar por um ajuste de preço; é o caso das que integram o setor de consumo.”

Setor educacional
“Esse segmento poderia ter um múltiplo até mais alto. O número de alunos no ensino superior do Brasil é baixo em qualquer métrica, em comparação a vários países do mundo. Além disso, o Fies e o ensino à distância abrem espaço para as empresas de educação expandirem as margens.”

Estatais
“Não investimos nessas companhias atualmente. Gostamos de ter clareza sobre onde estamos aplicando, e o controle que o governo faz dos preços dos combustíveis, para citar o exemplo da Petrobras, não permite essa visibilidade. Sem falar do efeito negativo desse controle sobre o balanço da empresa.”

Perspectivas
“A alta dos juros propiciou um deslocamento do investimento em bolsa para a renda fixa, e nós acreditamos que grande parte dessa migração já ocorreu. Mas há elementos menos ponderáveis que podem afetar o desempenho do mercado acionário, como as questões políticas. Até que as eleições ocorram e haja uma definição sobre a matriz de política econômica a ser seguida, o jeito é esperar. Muita coisa está precificada do lado negativo — e pode piorar, é claro —, mas é certo que alguns elementos precisarão passar por ajustes, a exemplo da política fiscal. Uma das questões é como isso vai impactar o incremento da renda.”



Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Petrobras Brasil CAPITAL ABERTO mercado de capitais Construção mercado acionário ação economia fundo de investimento Apex Capital Fabio Spinola educação valor ativo Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Cabeça renascentista
Próxima matéria
Selvagens destronam a elite




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Cabeça renascentista
Ninguém sabe, mas Monica Baumgarten de Bolle tem um livro de contos pronto na gaveta. O segredo, compartilhado apenas com o psicanalista...