Ativistas de posição vendida ganham cada vez mais evidência

Gestão de Recursos / Reportagem / 11 de setembro de 2014
Por 


ativistasmalvados-vweb-final

 

Ao circular pelas ruas de capitais brasileiras como São Paulo e Rio de Janeiro, muitas pessoas são abordadas com um convite para conhecer a Herbalife, fabricante de produtos para emagrecimento. Já nas ruas da capital espanhola, Madrid, os olhos dos turistas em busca de conexão com a internet são atraídos pelos anúncios de wi-fi grátis da Let’s Gowex. Além de oferecerem produtos cobiçados por muita gente (perda de peso e internet), as duas têm em comum outra coisa: foram alvos de short-seller activists, ou, em português, ativistas de posição vendida. Eles compram ações apostando na queda da cotação, por meio de opção de venda ou aluguel de papéis. Em seguida, começam um trabalho intenso com reguladores e imprensa para provar que a investida é uma fraude.

No caso da Let’s Gowex, a estratégia deu bastante certo. Em primeiro de julho, a Gotham City Research, gestora capitaneada por Daniel Yu, publicou em seu site a acusação de que 90% dos rendimentos anunciados pela empresa nos últimos anos eram completamente falsos e que suas ações deveriam valer US$ 0. Uma semana depois, a companhia admitiu ser uma fraude e entrou com pedido de falência. Suas ações deixaram de ser negociadas: valem nada.

Yu designou sua gestora de Gotham City em homenagem à cidade fictícia onde o super-herói Batman combate o crime. O empresário tem uma postura tão reclusa quanto a do homem-morcego. Não fala com a imprensa; pouco se sabe sobre aquele que se considera o verdadeiro fiscalizador do mercado financeiro. Acredita que, por meio do trabalho de pessoas como ele, companhias que enganam o fisco e investidores vão cair por terra.

Esse discurso de que não é apenas pelo dinheiro, e sim pelo bem da sociedade — que vai conhecer os vilões e puni-los adequadamente —, está por trás das recorrentes tentativas de Bill Ackman em derrubar a Herbalife. Mas, se com Yu a aposta deu certo e uma fraude foi revelada, no caso de Ackman e de sua Pershing Square não tem sido assim tão fácil. Desde maio de 2012, ele está vendido em papéis da empresa americana. Desde então não sai da imprensa, argumentando que se trata de um esquema de pirâmide. Ele diz ter investido R$ 50 milhões em pesquisa e investigação para provar que a Herbalife era uma farsa.

Se há dois anos a ação valia US$ 53, hoje está cotada a cerca de US$ 46. No meio do caminho, passou de US$ 80, quando, no início do ano passado, bilionários como o ativista de longo prazo Carl Icahn e George Soros se posicionaram a favor da empresa na qual estavam comprados. Ackman pode até ter ganhado um bom dinheiro nesse período se vendeu e comprou nas horas certas. Entretanto, não logrou provar até agora que a Herbalife é uma pirâmide. Até agora, ele conseguiu apenas causar flutuações no preço dos papéis a cada anúncio seu. É por situações como essas que muita gente critica os ativistas de posição vendida: eles agem para manchar reputações e derrubar companhias, e não para o bem do mercado.

Independentemente do que se pense a respeito, eles viraram tendência. Tanto que, no meio de julho, logo após a bem-sucedida ação da Gotham City, foi lançado um site para monitorar esse grupo e montar uma base de dados sobre suas atividades. O Activist Shorts Research cobre 50 gestoras e investidores individuais que já realizaram mais de 400 campanhas pela queda de ações. Eles são numerosos, populares nas redes sociais e dispostos a brigar. Mas será que estão mais para Batman ou para Coringa?

Leia mais na edição de outubro.


Quer continuar lendo?

Você já leu {{limit_offline}} conteúdo(s). Gostaria de ler mais {{limit_online}} gratuitamente?
Faça um cadastro!

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Estados Unidos CAPITAL ABERTO mercado de capitais Carl Icahn Espanha Herbalife Bill Ackman Let's Gowex Daniel Yu George Soros Short Selling activist posição vendida Gotham City Batman Coringa Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Departamentos de compliance trabalham mais e querem mais verba
Próxima matéria
Chute um cachorro e destrua sua reputação




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Departamentos de compliance trabalham mais e querem mais verba
Para os profissionais das áreas de gestão de risco e compliance, este é um ano crucial: eles terão que trabalhar mais...