Taurus convoca nova assembleia para votar ação de responsabilidade civil contra os próprios administradores

30/9/2014

Captação de recursos/Reportagens / 30 de setembro de 2014
Por 


O conselho de administração da Forjas Taurus convocou uma assembleia extraordinária para votar alguns dos temas mais polêmicos que rondam a companhia. Estão na pauta do encontro do dia 25 de novembro a aprovação das contas dos exercícios de 2012 e 2013 e a abertura de uma ação de responsabilidade civil contra os próprios administradores, inclusive o empresário Luis Estima. A proposta foi divulgada hoje, no site da companhia.

A convocação tem um longo pano de fundo. Há anos, investidores minoritários liderados pela Previ, fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil, vasculham a Taurus para provar as artimanhas que seriam comandadas por Estima, ex-controlador da companhia. Uma delas é a possibilidade de que tenha havido fraude contábil na venda de uma subsidiária, o que acarretou problemas nos balanços de 2012 e 2013. Por isso, as contas destes mesmos exercícios voltarão à pauta da assembleia de novembro.

A tentativa de responsabilizar os administradores na esfera civil é uma medida drástica e pouco usual no mercado de capitais. Caso a ação seja aprovada, todos os executivos acionados são imediatamente destituídos do cargo, o que exigirá a realização de uma nova eleição. No caso da Taurus, o pleito, se necessário, será realizado também no dia 25 de novembro.

Todos os problemas da Taurus estão narrados na reportagem “Venda disfarçada”, que sairá na edição de outubro da Capital Aberto. A matéria abordará as investigações conduzidas pela CVM, inclusive aquela em torno da suspeita de que Estima camuflou a venda do controle da própria empresa chamando um aumento de capital. Desde o fim da operação, a maioria das ações ordinárias da Taurus pertence à CBC.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CVM CAPITAL ABERTO mercado de capitais assembleia aumento de capital Forjas Taurus Luis Estima Taurus ação de responsabilidade civil Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
A vida societária, os modismos e a solução pela arbitragem
Próxima matéria
Debêntures Incentivadas em Debate



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
A vida societária, os modismos e a solução pela arbitragem
A vida societária não é alheia aos modismos. Pelo contrário: basta olhar com alguma atenção para reparar como eles...