Pesquisar

|

|

Pesquisar
Close this search box.
Birkenstock ensaia recuperação parcial após IPO desastroso
Retorno dos IPOs: Ações da Birkenstock ensaiam recuperação parcial depois do desempenho desastroso na semana da oferta inicial.
retornos dos IPOs, Birkenstock ensaia recuperação parcial após IPO desastroso, Capital Aberto

Encarado como um teste para o retorno dos IPOs nas bolsas de Nova York, o IPO da Birkenstock decepcionou logo na largada.

No dia do lançamento, terça-feira da semana passada, as ações despencaram cerca de 12%.

Na sexta-feira, chegaram ao piso de $36, uma queda acumulada de 21,8% em relação à emissão por $46.

Nesta semana, porém, as ações da marca alemã de calçados ensaiaram uma recuperação, ainda que parcial, subindo pela primeira vez.

No fechamento desta terça-feira, $39,28, a alta chegou a 8% em relação a sexta e durante o pregão as ações chegaram a bater a marca dos $40.

De qualquer forma, o valor ainda está 14,6% abaixo do valor de oferta de $46.

O desempenho levou o banco de investimentos especializado em IPOs Renaissance Capital a classificar a oferta da Birkenstock como “um dos piores lançamentos de um IPO acima de $1 bilhão da última década”.

Mercado desafiador

Analistas de mercado listam pelo menos três razões que explicariam o fracasso inicial da empresa na bolsa.

Mesmo antes do lançamento, Greg Martin, managing director da Rainmaker Securities, com sede em Miami, alertava para o momento complicado do mercado.

“O mercado como um todo é desafiador, Nasdaq caiu em setembro. Tudo vem sendo afetado pelas taxas de juro [dos títulos americanos].”

Um cenário que ficou ainda mais desafiador depois dos ataques do Hamas a Israel e do início de mais uma guerra aberta na região.

Para Thomas Hayes, presidente da Great Hill Capital em Nova York, a precificação das ações foi outro fator que explica a queda pós-IPO.

“As avaliações que eles estão atribuindo a essas empresas não fazem absolutamente nenhum sentido, especialmente quando estamos em um mercado em queda, com tantas outras oportunidades de barganha disponíveis”, disse à agência de notícias Reuters, em referência também a outros IPOs recentes.

Por fim, no dia do IPO da Birkenstock, a gigante do luxo LVMH anunciou uma redução no crescimento de seus lucros de 17% no segundo trimestre para 9% no terceiro, abaixo da previsão do mercado de 11%.

A Birkenstock é controlada L Catterton – uma associação entre o private equity americano Catterton, a LVMH a maior holding de marcas de luxo do mundo, e o family office de Bernard Arnault, o controlador da LVMH.

Leia mais:

Oferta inicial da Birkenstock é teste para temporada de IPOs nos EUA


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 34,40/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

Acompanhe a newsletter

Leia também

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.