CVM vai apurar vazamento de resultados da Usiminas

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) confirmou a abertura de processo administrativo para apurar o vazamento dos resultados trimestrais da Usiminas. No dia 16 de abril, a Coluna do Broad, blog do Estadão, informou que a siderúrgica lucrou R$ 121 milhões nos três primeiros meses do ano, seu …

Seletas/Bolsas e conjuntura/Reportagem/Edição 75 / 20 de abril de 2017
Por 


 

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) confirmou a abertura de processo administrativo para apurar o vazamento dos resultados trimestrais da Usiminas. No dia 16 de abril, a Coluna do Broad, blog do Estadão, informou que a siderúrgica lucrou R$ 121 milhões nos três primeiros meses do ano, seu primeiro resultado positivo após dez trimestres consecutivos no vermelho. No dia seguinte, o jornal Valor Econômico noticiou que o lucro da companhia seria próximo a R$ 110 milhões, resultado que poderia ser “modificado por baixas contábeis ou outros fatores sem efeito no caixa”.

Os números anteciparam a divulgação oficial das demonstrações financeiras, agendada para 20 de abril, e fizeram disparar o preço das ações na bolsa de valores. Na segunda-feira, dia 17, a ação PNA da Usiminas fechou em alta de 7,83%, cotada a R$ 3,99. Na máxima do dia, o papel chegou a ser negociado a R$ 4,10, com alta superior a 10% — oscilação que, automaticamente, coloca a ação em processo de leilão para estabilização de preço.

 

 

Em nota, a CVM confirmou a abertura de um processo, mas não forneceu mais detalhes sobre o caso. A Usiminas, por meio de comunicado de fato relevante, confirmou que divulgará um resultado positivo. De acordo com a companhia, o lucro líquido no primeiro trimestre foi de aproximadamente R$ 108 milhões, mas a cifra, ressaltou, não é definitiva. É possível que o número oficial seja alterado em função de ajustes contábeis e da revisão dos auditores independentes.

 


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CVM Usiminas demonstração financeira vazamento Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Recuperação judicial da PDG inclui securitizadora e gera alerta para o mercado
Próxima matéria
BM&FBovespa trabalha para transformar a BSM em autorregulador único



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Recuperação judicial da PDG inclui securitizadora e gera alerta para o mercado
O pedido de recuperação judicial da PDG, uma das maiores incorporadoras do País, envolveu 512 empresas do grupo, inclusive...