Caso Mundial gera primeira condenação penal por manipulação de mercado

O controlador e presidente da Mundial, Michael Ceitlin, e o agente autônomo Rafael Ferri foram condenados a três anos e nove meses de prisão, cada um, pelo crime de manipulação de mercado. É a primeira vez no Brasil que esse tipo de infração gera condenação penal. A denúncia foi oferecida pelo …

Seletas/Bolsas e conjuntura/Reportagem/Edição 57 / 18 de novembro de 2016
Por 


Ilustração: Rodrigo Auada

Ilustração: Rodrigo Auada

O controlador e presidente da Mundial, Michael Ceitlin, e o agente autônomo Rafael Ferri foram condenados a três anos e nove meses de prisão, cada um, pelo crime de manipulação de mercado. É a primeira vez no Brasil que esse tipo de infração gera condenação penal. A denúncia foi oferecida pelo Ministério Público Federal (MPF) do Rio do Grande do Sul e contou com investigação da Polícia Federal e colaboração da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Apesar do desfecho inédito, os condenados não ficarão reclusos. Por causa de atenuantes, as penas foram substituídas por prestação de serviços comunitários e pagamento de multa de 50 salários mínimos.

O caso ganhou o noticiário entre os anos de 2011 e 2012 e ficou conhecido como “bolha do alicate”, referência a um dos produtos fabricados pela Mundial. A ação da companhia, sempre cotada na casa dos centavos, valorizou-se cerca de 1.500% em poucos meses, impulsionada por notícias divulgadas por Ceitlin que nunca se concretizaram — uma delas foi a intenção de listar a Mundial no Novo Mercado da BM&FBovespa. O incremento de liquidez também teria sido catapultado por Ferri, que atraía novos acionistas e negociava, ele próprio, elevados volumes de ações. Para relembrar detalhes da história, leia a reportagem “Uma bolha anunciada”, publicada pela capital aberto em setembro de 2012.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 36 00

Mensal

Acesso Digital
-
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Completa

R$ 42 00

Mensal

Acesso Digital
Edição Impressa
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Corporativa

R$ 69 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 15% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Clube de conhecimento

R$ 89 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 20% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital | Acervo de Áudios



Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Mundial investigação manipulação de mercado bolha do alicate Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Depois de audiência pública, regra de equity crowdfunding amplia limites de captação
Próxima matéria
Depois da extravagância



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Depois de audiência pública, regra de equity crowdfunding amplia limites de captação
Depois de dois anos de conversas com o mercado, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) disponibilizou para comentários...
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}