Fatores ambientais, sociais e de governança importam para 90% dos investidores institucionais

Quer continuar lendo? Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a algumas reportagens. Quero me cadastrar! Já tenho cadastro! Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção. Assine a partir de R$ 36/mês! Quero assinar! Você está lendo {{count_online}} de …

Seletas / Internacional / Edição 76 / 28 de abril de 2017
Por 


Ilustração: Rodrigo Auada

Ilustração: Rodrigo Auada

Já faz um bom tempo que uma ideia ganha corpo no mercado: as empresas precisam se preocupar com fatores ambientais, sociais e de governança (ESG, na sigla em inglês) — e não apenas porque isso é bom para a reputação delas, mas também porque esses princípios podem fazer toda a diferença no longo prazo. Cientes disso, os investidores institucionais têm pressionado as companhias para que se comprometam mais com essas questões.

De acordo com levantamento feito pela EY com 320 investidores institucionais, 92% concordam que temas como mudanças climáticas e diversidade nos conselhos de administração têm impactos reais e quantificáveis. Cerca de 90% dos investidores, por sua vez, acreditam que a geração de retornos sustentáveis no longo prazo requer atenção não só para fatores de governança, mas igualmente para questões sociais e ambientais. Já 82% observam que questões ambientais oferecem oportunidades e riscos para vários negócios, mas muito poucas companhias tratam o assunto como prioridade.

O levantamento mostra ainda que os investidores estão cada vez mais preocupados com os fatores ESG. Questionados sobre a frequência, nos últimos 12 meses, com que fatores “não financeiros” influenciaram seu processo de decisão de investimento, 27% responderam “frequentemente”, 41% “ocasionalmente”, 27% “raramente” e 5% “nunca”. Em 2015, esses percentuais foram, respectivamente, de 24%, 28%, 22% e 26%. Nota-se, portanto, que a quantidade de investidores que nunca levam esses fatores em consideração diminuiu bastante de um ano para outro.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a algumas reportagens.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Governança sustentabilidade Internacional investidores institucionais fatores ESG Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
8º Congresso Internacional de Mercados Financeiro e de Capitais está com inscrições abertas
Próxima matéria
Decisão de maioria dos acionistas é incontestável, afirma corte de Delaware




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
8º Congresso Internacional de Mercados Financeiro e de Capitais está com inscrições abertas
Estão abertas as inscrições para o único evento do Brasil que reúne toda a cadeia de participantes dos mercados financeiro...