OCDE cria Círculo de Companhias para discutir governança na AL

Edição 22 / 1 de junho de 2005
Por 


A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), em parceria com o International Finance Corporation (IFC), criou um grupo de companhias para debater questões relacionadas a governança corporativa e representar o setor privado nas “mesas redondas” que discutem o tema na América Latina. Apelidado de “Círculo de Companhias”, o grupo incluirá, além da colombiana de cimentos Argos e da mineradora peruana Buena Vista, cinco empresas brasileiras: Companhia de Concessões Rodoviárias (CCR), CPFL Energia, Natura, Ultrapar e Net Serviços.

A idéia de incluir as companhias nas discussões surgiu da mesa redonda para a América Latina promovida no ano passado, no Rio de Janeiro. “A participação do setor privado existia, mas não da forma estruturada como ocorrerá agora”, afirma Sandra Guerra, coordenadora do Círculo. É objetivo do grupo representar as companhias nas discussões e dar o exemplo para aquelas que querem trilhar o caminho das boas práticas de governança. A seleção das empresas foi baseada no seu nível de maturidade em governança. Procurou-se também estabelecer uma diversidade de setores e de países da AL. Outras companhias da região ainda serão integradas.

A primeira reunião do Círculo de Companhias aconteceu em maio, na Bovespa. No encontro, foi confirmado o compromisso do Círculo de promover o diálogo entre empresas e investidores, locais e internacionais, e de criar um guia prático sobre como adotar a governança. “O manual ensinará como aplicar as regras existentes”, conta Sandra.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a algumas reportagens.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie

Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Fundos de arbitragem ampliam aluguéis
Próxima matéria
Companhias bonificam para aumentar liquidez




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Fundos de arbitragem ampliam aluguéis
As operações de aluguel de ações estão em alta no mercado brasileiro. Nos primeiros quatro meses de 2005 o volume de aluguel...