Pesquisar

|

|

Pesquisar
Close this search box.
Os desafios da convergência contábil
Instituições financeiras devem administrar riscos financeiros, tecnológicos, organizacionais e funcionais no processo de adoção do modelo IFRS

 

As instituições financeiras brasileiras têm até 31 de dezembro de 2010 para converter seus balanços para os International Financial Reporting Standards (IFRS), como prevê o comunicado 14.259 do Banco Central. Ao equiparar as demonstrações contábeis à prática mundial, os bancos brasileiros ganharão mais transparência e poderão ter seus desempenhos comparados aos das instituições internacionais, o que facilitará o acesso e provavelmente reduzirá o custo de capital. Mas a convergência inclui aspectos que, se não forem adequadamente gerenciados, podem colocar o processo em risco.

Os desafios são significativos. No aspecto financeiro, por exemplo, a mudança poderá promover alterações nos resultados dos bancos. Algumas instituições correm o risco de ter, por exemplo, redução em seus ativos ou em sua lucratividade, com efeitos sobre o plano de remuneração de executivos e o retorno aos acionistas. Entre os bancos europeus que já migraram para o IFRS, por exemplo, boa parte identificou redução nos lucros, no patrimônio líquido e em índices relacionados. O grande desafio, nesse ponto, será investigar as opções de conversão por meio de quantificações, preparar o balanço de acordo com as novas normas e simular os impactos financeiros desta adaptação, de forma a permitir uma adequada tomada de decisão antes da efetiva implementação.

Outro ponto decisivo nesse processo está relacionado à tecnologia. Com as novas regras, os bancos poderão ser obrigados a mudar os sistemas atuais para se adaptar, por exemplo, a novos métodos de cálculo de empréstimos, o que exigirá investimentos em atualização da estrutura de TI. Vale lembrar que as agendas de TI nas organizações já estão tomadas em razão dos desafios de negócios e de compliance, especialmente no que se refere ao Acordo Basiléia II e à adequação à SOX. O surgimento de novas necessidades pode representar um desafio adicional às instituições.

Algumas instituições correm o risco de ter redução em ativos ou lucratividade, com efeitos sobre a remuneração de executivos e o retorno aos acionistas

Com relação aos aspectos funcionais, o desafio será interpretar e disseminar dentro da organização a aplicação de um conjunto de normas complexas e de difícil interpretação por terem sido redigidas originalmente em inglês.

Esta característica, aliás, foi apontada como um dos principais entraves ao processo de convergência em encontro sobre IFRS realizado recentemente pelo Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças de São Paulo (Ibef) para profissionais das áreas de controladoria, auditoria e finanças. No que se refere aos aspectos organizacionais, será preciso administrar resistências e promover o diálogo interno, de forma a criar um ambiente favorável à transição. O esforço de convergência exigirá uma adaptação de processos operacionais e de pessoas, com apoio de consultorias externas, além da discussão e aceitação dos impactos com os stakeholders.

Apesar de terem até 2010 para concluir o processo de convergência, os bancos enfrentam já este ano um grande teste. Isto porque até 31 de dezembro de 2006 deverá ser apresentado ao Banco Central um diagnóstico sobre as mudanças necessárias para a adaptação às novas regras. As instituições também devem comunicar os acionistas sobre os possíveis impactos do IFRS para o negócio, o que demandará um intenso processo de gerenciamento interno de expectativas. Como se vê, o trabalho é árduo e os desafios, significativos. Mas quem sair na frente nesse processo poderá se diferenciar no mercado, conquistando a confiança de clientes e investidores.


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 9,90/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

Acompanhe a newsletter

Leia também

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.