Uma opção de hedge

Edição 18 / 1 de fevereiro de 2005
Por 


ed18_p006-007_pag_1_img_001Ações de companhias com reconhecidas práticas de governança corporativa conseguiram absorver o impacto negativo do Ibovespa em janeiro e começam a ser vistas como uma boa opção de hedge nas carteiras. Papéis listados nos níveis 1, 2 e Novo Mercado da Bovespa registraram perdas menores do que o índice ou, em alguns casos, altas contrastantes com o resto do mercado neste início de ano. No período de 31 de dezembro a 11 de janeiro, quando a bolsa registrou queda de 6,97%, as ações de CPFL Energia, Diagnósticos da América (Dasa), Grendene e Porto Seguro subiram 4,68%, 5,86%, 4,76% e 11,73%, respectivamente. Também em alta se mantiveram algumas empresas do nível 1, como Unibanco ON (3,98%), Net PN (3,28%), Weg (2,94%), Fras-le (1,25%), Mangels (1,17%) e Perdigão PN (0,52%).

Embora reconheça o perfil defensivo desses papéis, Mauricio Gallego, gestor de renda variável da Concórdia, recomenda cautela e uma boa análise antes de incluir as ações no portfólio. Segundo ele, práticas de governança corporativa devem ser um componente forte na avaliação dos papéis, mas outros fatores também precisam ser levados em consideração, principalmente quando o horizonte é de mais curto prazo. Variáveis como o patamar de preços dos papéis no momento da compra, as perspectivas para divulgação de resultados e fatos relevantes que possam influenciar a companhia ou o seu setor de atuação também precisam entrar na conta. Prova disso é que papéis como Natura (queda de 10,97%), Gol (-9,37%) e Gerdau (-9,01%) mostraram desempenho inferior ao Ibovespa no período.


Quer continuar lendo?

Você já leu {{limit_offline}} conteúdo(s). Gostaria de ler mais {{limit_online}} gratuitamente?
Faça um cadastro!

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie

Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Preferência pelo mercado nacional
Próxima matéria
Isenção de IR promete atrair investidores




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Preferência pelo mercado nacional
As empresas começaram a deixar de lado o mercado externo na hora de captar recursos. De acordo com dados da Associação...