Fundos de corporate venture como veículos de inovação aberta

Confira o vídeo do Grupo de Discussão sobre Fundos de Investimento

Fundos de Investimento/Vídeos / 28 de junho de 2019
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


Cada vez mais, as empresas reconhecem que, para sobreviver, precisarão investir em modelos novos e disruptivos de negócio. Nesse cenário, a aproximação com as startups se torna crucial — apoiá-las é uma forma de trazer inovação de fora para dentro de casa e fugir das restrições e burocracia que muitas vezes limitam as áreas de pesquisa e desenvolvimento (P&D). Esse apoio pode se dar de várias formas — e nem sempre ele envolve aporte de recursos. Parte das empresas fomenta o ecossistema de startups por meio de hackathons (maratonas de programação) ou da criação de hubs de inovação. Quando vale a pena uma companhia montar um fundo de investimento voltado ao corporate venture? Quais as vantagens e os riscos desse modelo? Companhias que trilharam esse caminho estão satisfeitas com os retornos obtidos? Quais desafios os gestores de recursos encontram na seleção de ativos para esses fundos?




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Fundos de investimento inovação startup corporate venture inovação aberta Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Primeiro ano do Informe CBGC
Próxima matéria
Fusões e aquisições na mira dos conselhos



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Primeiro ano do Informe CBGC
Neste ano, pela primeira vez, todas as companhias emissoras de ações registradas na categoria A da CVM tiveram que preencher...
estudo_aplicado_02-07

Promoção de aniversário

ASSINE O PLANO COMPLETO POR R$4,99 NOS TRÊS PRIMEIROS MESES!

{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}