Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.
“Tuitadas” só sob autorização

O Morgan Stanley foi um dos coordenadores do IPO do site de relacionamentos profissionais LinkedIn, mas não ficava muito à vontade para fazer uso da ferramenta em benefício próprio. Só em maio, consultores do Morgan Stanley Smith Barney, braço de gestão de fortunas do grupo financeiro, foram autorizados a usar o LinkedIn e o Twitter para fins comerciais. Mas o uso é limitado: um grupo vai ser “testado” antes, com posts aprovados previamente. O temor da empresa é que os órgãos reguladores encontrem indícios de atividade profissional inadequada online.


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 34,40/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.