Ativismo de acionistas a portas fechadas cresce no Canadá

A consultoria Kingsdale Shareholder Services avaliou que o alto número de batalhas promovidas por acionistas […]

Edição 1/Seletas/Relações com Investidores/Internacional / 29 de outubro de 2015
Por 


Internacional_S1_Pt

A consultoria Kingsdale Shareholder Services avaliou que o alto número de batalhas promovidas por acionistas visto logo depois de 2008 tornou-se “o novo normal” no Canadá.De acordo com um relatório da Kingsdale publicado no dia 24, houve 29 brigas deflagradas por acionistas no país na primeira metade de 2015, quase o mesmo número verificado em todo o ano 2014, quando foram registrados 30 episódios.

Os investidores seguem ganhando na maior parte das vezes. Em 2013, eles venceram 21 das 32 contestações; em 2014, 17 de 30; em 2015, já ganharam 12, e quatro ainda estão indefinidas. Boa parte dessas discussões não vem acontecendo nas assembleias, mas a portas fechadas. Há um número cada vez maior de investidores fazendo ativismo de bastidor, poupando a empresa de uma exposição que pode custar dinheiro e reputação.

Um dos pontos que atraíram atenção foi a remuneração dos administradores. Três companhias tiveram suas propostas de pagamento negadas — no ano passado, nenhuma chegou a esse ponto. A presença de mulheres nos conselhos e em cargos de diretoria também tem sido debatida com mais frequência.

A consultoria aponta ainda uma maior preocupação dos administradores das empresas em diferenciar quem são os acionistas de curto e de longo prazo. Essa distinção é importante para separar os ativistas que lutam pelos interesses da empresa daqueles que apenas querem
resultados rápidos.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie

Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
FIPs deverão ganhar duas novas categorias: patrimonial e capital semente
Próxima matéria
CVM inclui derivativos nos cálculos de recompra e divulgação de participação relevante



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.




Leia também
FIPs deverão ganhar duas novas categorias: patrimonial e capital semente
A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) prepara-se para, até o fim do ano, iniciar o processo de audiência pública...
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}