Índia endurece regras contra insider trading

Legislação e Regulamentação / Internacional / Edição 136 / 1 de dezembro de 2014
Por 


Negociar ações com informação privilegiada na Índia ficou mais difícil. Em novembro, o Securities and Exchange Board of India (Sebi) determinou que pessoas suspeitas de comprar ou vender papéis às vésperas da divulgação de um fato relevante deverão provar que não tiveram acesso à informação. A decisão coloca o ônus da prova sobre o acusado.

O termo “insider” também sofreu alteração, passando a abranger um público maior: aplica-se não apenas a pessoas com acesso direto a informações relevantes capazes de alterar o preço das ações, mas também a indivíduos ligados a elas, a exemplo de parentes e empregados. Tanto os detentores primários da informação — como conselheiros e diretores — quanto pessoas relacionados a eles poderão negociar papéis com a condição de revelar suas intenções previamente à bolsa de valores.


Quer continuar lendo?

Você já leu {{limit_offline}} conteúdo(s). Gostaria de ler mais {{limit_online}} gratuitamente?
Faça um cadastro!

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Insider trading Índia CAPITAL ABERTO mercado de capitais Sebi Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Sim - A garantia não é para o CNPJ do fundo de investimento, mas para cada cotista
Próxima matéria
Novo recorde de delação premiada na SEC




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Sim - A garantia não é para o CNPJ do fundo de investimento, mas para cada cotista
O Fundo Garantidor de Créditos (FGC) é uma entidade privada sem fins lucrativos, que proporciona mecanismo de garantia...