Pesquisar

|

|

Pesquisar
Close this search box.
Indústria de Fiagro supera R$ 38 bi em patrimônio
Em dezembro do ano passado, o mercado registrava 97 fundos voltados ao agronegócio, número 106% maior na comparação anual
Fiagro, Indústria de Fiagro supera R$ 38 bi em patrimônio, Capital Aberto

Um dos principais motores da economia brasileira, o agronegócio vem diversificando suas fontes de financiamento e incluindo no hall de alternativas instrumentos do mercado de capitais. Levantamento divulgado nesta segunda-feira (01) pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) reforça o avanço dos Fiagro, fundos de investimentos voltados ao setor, e dos Certificados de Recebíveis do Agro (CRA).

O patrimônio líquido (PL) dos Fiagro cresceu 103% em um ano, entre dezembro de 2022 e o mesmo mês de 2023, revela o Boletim CVM Agronegócio, avançando de R$ 10,5 bilhões para R$ 21,3 bilhões. Os dados não consideram os sete FIPs já existentes e que migraram para a nova categoria Fiagro-FIP no último trimestre e que totalizaram um PL de R$ 16,7 bilhões. Com o incremento das captações realizadas no ano passado, o patrimônio da indústria de Fiagro chega a R$ 38 bilhões, posição de dezembro de 23.


Conheça estratégias para evitar conflitos com sócios no curso no curso Direito dos Acionistas


Fiagro, Indústria de Fiagro supera R$ 38 bi em patrimônio, Capital Aberto

Em número de fundos no mercado, informa a CVM, são 97 Fiagro operacionais, que são os Fiagro-DC – cujas carteiras têm CRAs e CPRs – e os Fiagro-FII, papeis de imóveis do agro, com ao menos um informe mensal publicado até dezembro de 2023 e os Fiagro-FIP com aportes. O número é 21% maior do que em relação ao trimestre anterior (set/23) e 106% superior a dezembro de 2022, com destaque para os Fiagro-FII. A dispersão dos cotistas chamou a atenção com 12 fundos com mais de 15 mil investidores e com 64% dos Fiagro na faixa entre 2 e 5 mil cotistas.

Já o mercado de CRA cresceu, no mesmo período analisado, 35,8% em emissões, chegando a R$ 130 bilhões. A abertura do lastro mostrou que 87% dos recursos captados são destinados ao financiamento de produtos agropecuários dentro da porteira. Desse total, 44% está relacionado à atividade de produção, principalmente de grãos e pecuária; 30% à comercialização e o restante entre os segmentos de beneficiamento e industrialização. Se o produtor rural é o principal captador de recursos entre os diferentes participantes da cadeia agroindustrial, com 45% do total, as debêntures são o instrumento mais utilizado como lastro na estrutura dos CRAs, representando 38% do lastro em estoque no final do ano.


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 9,90/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

Acompanhe a newsletter

Leia também

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.