Bolsa da Arábia Saudita busca atrair estrangeiros

Captação de recursos/Bimestral/Internacional/Edição 99 / 1 de novembro de 2011
Por 


A Bolsa de Valores da Arábia Saudita (Tadawul) pode, em breve, abrir as portas para os investidores estrangeiros. O movimento, segundo a imprensa local, vai ao encontro do antigo sonho da maior bolsa do Oriente Médio de ver as ações listadas em seu pregão integrarem o índice Morgan Stanley Capital International (MSCI), que acompanha o desempenho das mais importantes bolsas ao redor do mundo e serve de referência para os investidores institucionais. Atualmente, estrangeiros só podem se expor a ações de companhias da Arábia Saudita através de contratos de swap.

O interesse de investidores internacionais pela bolsa do país é esperado. Em setembro, a capitalização total de mercado da Bolsa de Tadawul, que conta com cerca de 150 companhias listadas, era de US$ 323,7 bilhões. Dados da Thomson Reuters mostram que é preciso juntar a capitalização das seis bolsas do Conselho de Cooperação do Golfo (GCC, na sigla em inglês)— incluindo as de Abu Dabi e Dubai — para se chegar a um valor próximo, de US$ 331,4 bilhões.

Mais do que um reconhecimento, a entrada de ações da Bolsa de Tadawul no MSCI representaria um alívio para o mercado acionário doméstico, que, predominantemente dominado por pessoas físicas, tende a ser muito volátil. Embora a Arábia Saudita tenha importantes investidores institucionais organizados na forma de fundações, family offices e fundos governamentais, o peso relativo desses investidores sofisticados, que normalmente trabalham para promover melhorias de governança e transparência nas empresas, é historicamente modesto no país.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  mercado internacional bolsa de valores investimentos Arábia Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Europa quer pena de prisão para crime de insider trading
Próxima matéria
Caso Olympus expõe fraqueza dos conselhos no Japão



1 comentário

Apr 01, 2018

Poxa vida que site legal esse. Quanto conteudo de qualidade . Abraço e sucesso. Continue sempre assim



Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Europa quer pena de prisão para crime de insider trading
No mês passado, a Comissão Europeia enviou para aprovação do Parlamento uma proposta que vai levar para a prisão quem...