Pesquisar

|

|

Pesquisar
Close this search box.
Governo lança programa de hedge cambial para investimentos sustentáveis
Iniciativa de US$ 27 bilhões apoiada pelo BID inclui derivativos e linha de crédito
BID, Governo lança programa de hedge cambial para investimentos sustentáveis, Capital Aberto

O governo anunciou nesta segunda-feira (26), que vai oferecer proteção cambial para os investimentos estrangeiros em projetos sustentáveis no país. Segundo nota do Ministério da Fazenda, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) vai atuar como intermediário na contratação de um banco internacional que oferecerá o seguro cambial no Brasil, em programa batizado de Eco Invest Brasil. Caberá ao Banco Central fazer a ponte com os investidores dos projetos ecológicos no país beneficiados pelo hedge cambial. O governo oferecerá, ainda, uma linha de liquidez especial para financiamentos de grandes projetos sustentáveis.

O BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) apoiará o programa em duas frentes, totalizando R$ 27 bilhões. Segundo o presidente da entidade, o brasileiro Ilan Goldfajn, serão US$ 3,4 bilhões em derivativos e US$ 2 bilhões via linha de crédito. “Vamos adquirir derivativos no mercado externo e repassaremos para empresas locais”, disse.


Aprenda a lucrar e mudar o mundo para melhor no curso Investimentos de Impacto


O programa tem participação do Ministério da Fazenda, Ministério do Ambiente e Banco Central. “O BID participou desde o começo e esperamos que muito mais parceiros participem, o governo britânico e o Banco Mundial. Teremos a contribuição do Banco do Brasil e do BNDES”, esclareceu Goldfajn.

Em nota, o Ministério da Fazenda afirmou que, diante da volatilidade do real, o custo da proteção cambial para prazos mais longos acaba inviabilizando investimentos com finalidade ecológica em moeda estrangeira no país, por isso a importância do novo instrumento. “O seguro promete cobrir a diferença cambial, assegurando que o investidor possa comprar dólares por uma taxa previamente definida, minimizando, assim, suas perdas”, afirma o comunicado.

O novo programa será implementado com a edição de uma medida provisória e a posterior regulamentação pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), que detalhará, entre outras coisas, o mecanismo dos derivativos cambiais.


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 34,40/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

Acompanhe a newsletter

Leia também

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.