China desvaloriza yuan, em novo capítulo da guerra comercial com os Estados Unidos

Os principais acontecimentos para o mercado de capitais na semana de 05 a 09 de agosto

Semana / 9 de agosto de 2019
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


Ilustração: Julia Padula

No último dia 5 de agosto, a China desvalorizou sua moeda, o yuan, em 1,56%, rompendo pela primeira vez desde 2008 a barreira dos 7 yuans por dólar. A medida foi uma reação a declarações do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que na semana anterior havia prometido impor tarifas adicionais de 10% sobre o equivalente a 300 bilhões de dólares em produtos chineses a partir de setembro.

A desvalorização do yuan pôs os mercados financeiros em alerta e provocou valorização global da moeda americana. A tensão só se dissipou quando o banco central chinês, por meio da fixação de uma faixa para flutuação de sua moeda, indicou que não pretende entrar numa guerra cambial. No Brasil, o dólar acumulou alta de 1,25% na semana, depois de ter encerrado a sexta-feira valendo 3,94 reais (avanço de 0,33%). Foi a primeira vez desde o fim de maio que a moeda ficou acima da marca de 3,90 reais no fechamento.

Para além do mercado de câmbio, no entanto, o clima continuou pouco amistoso. O governo chinês passou a proibir que suas estatais comprem produtos agrícolas americanos; Trump, de seu lado, anunciou que seu governo não vai mais trabalhar com a gigante de tecnologia chinesa Huawei e ameaçou cancelar encontro marcado com dirigentes do país.

 

05.08
– Comissão de Valores Mobiliários (CVM) anuncia alterações na Instrução 497, que trata da atuação de agentes autônomos de investimento. O regulador estabeleceu que as atividades de supervisão, fiscalização e sanção desses profissionais devem ficar sob responsabilidade da BSM, órgão autorregulador da B3. As mudanças não estão relacionadas à audiência pública relacionada à Instrução 497 que recebe comentários até o próximo dia 30 de agosto.

– B3 disponibiliza nova opção de negociação para o investidor de varejo, a retail liquidity provider (RLP).  A novidade permite que a própria corretora, o banco de investimento, o banco múltiplo ou um outro participante contratado pela corretora seja a contraparte das ordens de compra e venda de títulos e valores mobiliários de seus clientes de varejo. O produto deve incrementar a liquidez do mercado.

06.08
– Lucro líquido ajustado da BB Seguridade cresce 18,5% no segundo trimestre deste ano em comparação com igual período em 2018. A empresa atribuiu o aumento do lucro, que chegou a 1,078 bilhão de reais, à expansão das vendas de apólices pelo canal bancário e à redução da sinistralidade da carteira.

– Banco Votorantim anuncia lucro líquido de 352 milhões de reais no período de abril a junho, o que representa uma alta de 37,5% sobre o ganho do segundo trimestre de 2018. O avanço, segundo o banco, é decorrente do aumento da demanda por financiamento de veículos usados.

 

07.08
– Seguradora SulAmérica teve lucro líquido atribuído aos controladores de 260,8 milhões de reais no segundo trimestre de 2019, um crescimento de 92,6% sobre o montante obtido de abril a junho do ano passado. Aumento de vendas de apólices e redução de sinistralidade explicam o bom resultado.

– Indústria brasileira de fundos de investimento teve captação líquida de 161,7 bilhões de reais nos sete primeiros meses deste ano, uma alta de expressivos 226% em relação ao resultado de janeiro a julho de 2018, de acordo com a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). Lideraram o movimento fundos multimercados (37,9 bilhões de captação líquida) e de ações (32,6 bilhões de reais).

 

08.08
– O estoque de investimentos das 73,8 milhões de contas de varejo e de private banking no Brasil atingiu 3 trilhões de reais ao fim do primeiro semestre deste ano — 5% a mais o que em dezembro passado e 11,2% acima do registrado no fim de junho de 2019. Os dados são da Anbima.

– Eike Batista volta a ser preso, desta vez no âmbito da Operação Segredo de Midas, desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro. A Justiça bloqueou bens do empresário e de seus filhos, Thor e Olin Batista, no valor total de 1,6 bilhão de reais.

– Banco do Brasil (BB) anuncia ter apurado lucro líquido ajustado de 4,432 bilhões de reais no segundo trimestre de 2019, resultado 36,8% superior ao de igual período do ano passado.

09.08
– Negociações de debêntures no mercado secundário aumentaram 28% entre junho e julho, para 8,3 bilhões de reais, segundo a Anbima. Em quantidade, as operações passaram de 12,5 mil para 14 mil nesse intervalo.

(não soube como checar essa e já não tinha ninguém na assessoria para perguntar, deixei e-mail. deixei dessa forma, mas se você souber como vemos isso, me avisa?)

Bolsa brasileira registra maior saída de recursos estrangeiros em 11 anos. Segundo informações da B3 divulgadas pelo jornal Valor Econômico, os estrangeiros já estão com posição líquida negativa em 11,26 bilhões de reais no acumulado entre o início de 2019 até o dia 1º de agosto. É a maior retirada líquida de recursos nesse intervalo desde 2008, quando os estrangeiros sacaram 14,65 bilhões de reais.


Leia também

Cenário favorece retomada dos FIDCs

Os desafios da pós-modernidade

Novo capítulo na trajetória dos CRIs


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 36 00

Mensal

Acesso Digital
-
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Completa

R$ 42 00

Mensal

Acesso Digital
Edição Impressa
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Corporativa

R$ 69 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 15% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Clube de conhecimento

R$ 89 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 20% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital | Acervo de Áudios



Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  EUA China desvalorização guerra cambial yuan Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Novos contornos
Próxima matéria
A CVM deve acabar com exclusividade para agentes autônomos de investimento?



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Novos contornos
De veículos de investimento meio abandonados nos últimos anos a queridinhos das gestoras, os fundos de recebíveis...
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}