Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.
Vanguard ameaça desbancar BlackRock do topo do ranking de ETFs
Taxas baixas atraem investidores à Vanguard, mas campeã pode ganhar sobrevida se aprovado ETF de bitcoins
Vanguard, Vanguard ameaça desbancar BlackRock do topo do ranking de ETFs, Capital Aberto

A toda poderosa BlackRock corre o risco de perder a supremacia no mercado de US$ 7,8  trilhões de ETFs nos Estados Unidos. A ameaça vem da segunda colocada no ranking americano, a Vanguard, cada vez mais perto do topo, revelam dados da Bloomberg. 

Segundo a agência, a participação da fatia da líder no mercado de ETFs despencou de 60% em 2006 para os atuais 32,5% – o menor quinhão desde 2001. Já a Vanguard detém 29,5%, depois de aumentar sua participação por 21 anos consecutivos, impulsionada pelas baixas taxas cobradas dos investidores.

Na empresa, os investidores de fundos elegem seus membros do conselho. “A Vanguard é de propriedade de seus fundos, que, por sua vez, são de propriedade de seus cotistas”, diz o site da gestora. “Sem outras partes a quem responder e, portanto, sem lealdades conflitantes, a Vanguard toma decisões, incluindo a decisão de manter os custos de investimento o mais baixos possível”, continua.

Bitcoins

É possível que a Vanguard destrone a BlackRock já em 2024, avalia Athanasios Psarofagis, da Bloomberg Intelligence. Mas tudo vai depender das estratégias da adversária. “A BlackRock pode ganhar tempo com duas coisas: títulos e Bitcoin”, diz o analista. 

“A BlackRock ainda detém cerca de 40% do mercado de renda fixa, enquanto a Vanguard tem cerca de 25%, e uma gama muito mais diversificada”, ressalta ele.  

Na sua opinião, a gigante pode ganhar sobrevida no topo do ranking se seu pedido para lançamento de ETFs de Bitcoin for aprovado. 

No rumo oposto, a Vanguard não tem interesse no mercado de criptomoedas.

“Não iremos buscar um ETF de bitcoin”, disse o CEO da gestora, Tim Buckley, em entrevista à CNBC em outubro. “Diferentemente de ações e títulos, a maioria das criptomoedas carece de valor econômico intrínseco e não gera fluxos de caixa, como pagamentos de juros ou dividendos”, disse ele.

“Além disso, as criptomoedas têm se mostrado altamente voláteis, o que vai contra o objetivo da Vanguard de gerar retornos reais positivos para os investidores ao longo do tempo.”

Mais concorrência

Outra novidade no mercado americano de ETFs é o avanço de concorrentes como Dimensional Fund Advisors e a JPMorgan Asset Management.

E embora BlackRock e Vanguard ainda representem a maior parte de todos os ativos de ETFs, dados da Bloomberg Intelligence mostram que 45% do novo dinheiro que fluiu para o segmento neste ano não teve como destino nenhuma das duas primeiras colocadas do ranking.


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 34,40/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.