Pesquisar

|

|

Pesquisar
Close this search box.
Prévia da inflação vem acima do esperado, mas mercado vê ‘trajetória benigna’
IPCA-15 divulgado nesta terça ficou em 0,33%, Índice está acima do 0,21% da prévia de outubro e da previsão de 0,30% .
prévia da inflação, Prévia da inflação vem acima do esperado, mas mercado vê ‘trajetória benigna’, Capital Aberto

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que é visto como uma prévia da inflação oficial do país, foi de 0,33% em novembro deste ano.

A taxa ficou acima do 0,21% da prévia do mês anterior, mas abaixo do 0,53% da prévia de novembro de 2022. 

O dado foi divulgado nesta terça-feira (28), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Com o resultado, o IPCA-15 acumula 4,30% no ano e 4,84% em 12 meses. 

O índice também ficou acima da estimativa de 0,30% feita por analistas do mercado financeiro.

Prévia da inflação

Apesar do resultado um pouco acima do esperado pelo mercado, analistas dizem que a inflação deve continuar em uma trajetória “benigna”.

“Os principais desvios altistas em relação à nossa projeção vieram de itens voláteis, como alimentos e passagens aéreas”, disse Alexandre Maluf, economista da XP.

“No entanto, as principais métricas vieram em linha com nossas expectativas, não alterando nossa visão para o processo benigno de desinflação de curto prazo no Brasil.”

Na avaliação de Alexandre Lohmann, economista-chefe da Constância Investimentos, “a média móvel trimestral está em -0,12%, colocando um viés de baixa na mediana do Focus para o próximo ano.”

“O IPCA continua sua trajetória muito benigna, uma vez passado o choque do el Niño no T1/T2 2024, a devolução dos preços dos alimentos pode ajudar o IPCA para voltar na meta do Bacen.”

A pesquisa Focus divulgada na segunda-feira pelo Banco Central junto ao mercado mostra que a expectativa é de que o IPCA encerre este ano com alta acumulada de 4,53%, indo a 3,91% em 2024.

Oito dos nove grupos de despesa pesquisados pelo IBGE apresentaram alta de preços na prévia da inflação oficial de novembro, com destaque para alimentação e bebidas: 0,82%. 

Essa foi a primeira alta de preços dos alimentos desde a prévia de maio deste ano, ou seja, em cinco meses. 

Com Agência Brasil

Leia mais:

Pesquisa S&P: Empresas brasileiras planejam aumentar investimento em 2024


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 9,90/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

Acompanhe a newsletter

Leia também

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.