Seletas   |   Bolsas e conjuntura   |   Edição 16   |   N@ Web

Geração “doidivana”

Os millennials (também conhecidos como geração Y, formada pelos nascidos depois de 1980) são muito mais focados em experiências do que no consumo de bens. A agência de notícias Bloomberg notou que essa mudança de hábitos se reflete no mercado de ações: empresas ligadas ao lazer se valorizam mais …



Ilustração: Grau 180.com.

Ilustração: Grau 180.com.

Os millennials (também conhecidos como geração Y, formada pelos nascidos depois de 1980) são muito mais focados em experiências do que no consumo de bens. A agência de notícias Bloomberg notou que essa mudança de hábitos se reflete no mercado de ações: empresas ligadas ao lazer se valorizam mais que as de consumo. O site de humor econômico DealBreaker resolveu polemizar. “Os millenials não sabem lidar com dinheiro, preferem morar com os pais e torrar tudo o que têm. O comportamento doidivanas dessa geração pode fazer com que excelentes empresas, como a Apple, deixem o panteão das blue chips.” O site pode ter exagerado, mas levanta uma discussão interessante: os millenials provocam uma transformação nos conceitos de valor. Nos comentários do post, mais acidez. “Por que eles precisariam se preocupar em poupar se vão herdar casas e dinheiro de seus pais consumistas da geração baby-boomer?”, questionou um leitor.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  geração Y Millennials Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Impedimento de voto na aprovação de contas é negligenciado por empresários
Próxima matéria
Servidor estável, Estado ineficiente



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Impedimento de voto na aprovação de contas é negligenciado por empresários
A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) inabilitou Eike Batista após constatar que o empresário não poderia ter votado...