SEC aprova bolsa de valores para startups

Com sede em São Francisco, LTSE quer atrair investidor de longo prazo

Bolsas e conjuntura/Internacional / 17 de maio de 2019
Por 


Ilustração: Rodrigo Auada

Com sede em São Francisco, a Long-Term Stock Exchange (LTSE) recebeu, recentemente, autorização da Securities and Exchange Commission (SEC) para operar. A LTSE é uma bolsa de valores diferenciada. Ela é dedicada à listagem de empresas de tecnologia com alto potencial de crescimento, que queiram captar recursos de investidores de longo prazo que entendam o funcionamento das startups. Para atrair esses investidores, a bolsa quer que as empresas cumpram alguns requisitos inusitados: devem oferecer, por exemplo, direito de voto crescente aos acionistas — quanto mais tempo eles detiveram o papel, mais suas ações valerão nas deliberações.

Outra particularidade diz respeito à remuneração variável que essas empresas poderão pagar aos seus executivos. Ela deve ser baseada necessariamente em metas de longo prazo — ou seja, não é possível atrelá-la ao crescimento do lucro. Outra exigência é que as companhias sejam transparentes em relação aos seus planos e investimentos para o futuro. Os critérios de listagem ainda serão entregues ao regulador americano.

O plano para a nova bolsa foi apresentado à SEC em novembro pelo empreendedor Eric Ries, que já levantou 19 milhões de dólares com fundos de venture capital para colocar o projeto em prática. A LTSE será o 14º bolsa de valores dos Estados Unidos.


Leia também

Agritechs fomentam inovação no campo

A estratégia da Movile para se tornar um unicórnio

Open banking entre percalços e oportunidades no Brasil 


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  startup LTSE Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Contra o aquecimento global
Próxima matéria
Magali Leite: "Gosto de estar onde há problemas"



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Contra o aquecimento global
Desde que deixou o comando da Microsoft, Bill Gates tem se dedicado a causas como a cura da AIDS e a proteção do meio...