Países europeus pressionam por reforma no mercado de capitais

Alemanha, França e Holanda consideram o assunto urgente diante do Brexit

Legislação e Regulamentação/Internacional / 24 de maio de 2019
Por 


Ilustração: Rodrigo Auada

Alemanha, França e Holanda assinaram uma carta conjunta, direcionada à Comissão Europeia, na qual clamam por reformas estratégicas no mercado de capitais, consideradas urgentes diante das discussões sobre o Brexit.

Segundo a carta, a União Europeia precisa impulsionar sua capacidade de financiar o próprio crescimento e criar empregos, para garantir a resiliência de sua economia. Os países citam ainda a necessidade de uma integração dos mercados de capitais das diferentes nações europeias para que o continente se torne mais competitivo.

Nos últimos anos, o bloco vem tentando, por meio de várias iniciativas, derrubar barreiras ao fluxo de capitais entre os países membros. Embora leis nesse sentido tenham sido aprovadas, várias medidas enfrentam oposição de nações que não querem transferir ao continente certos poderes de regulação. Por isso, uma das demandas dos países é a formação de um grupo de trabalho que defina as prioridades de reforma.


Leia também

Por causa do Brexit, investidores fogem do Reino Unido 

Um intrincado divórcio chamado Brexit 

Por que advogados e contadores se aproximaram tanto ultimamente?


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  União Européia Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Recompra de ações de startup de Peter Thiel gera polêmica
Próxima matéria
Perspectivas e desafios regulatórios da emergência das bigtechs



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Recompra de ações de startup de Peter Thiel gera polêmica
A internet volta e meia fala de Peter Thiel, cofundador do PayPal — muitas vezes por causa de suas gordas doações...