Investimento de private equity bate recorde no México

A Associação Latino-americana de Venture Capital (Lavca) registrou, no ano passado, 88 transações envolvendo fundos de venture capital e private equity e empresas mexicanas. No total, os fundos aportaram US$ 2,3 bilhões, montante recorde para o País e 72% superior ao investido no ano anterior. …

Seletas/Internacional/Edição 25 / 8 de abril de 2016
Por 


Ilustração: Rodrigo Auada

Ilustração: Rodrigo Auada

A Associação Latino-americana de Venture Capital (Lavca) registrou, no ano passado, 88 transações envolvendo fundos de venture capital e private equity e empresas mexicanas. No total, os fundos aportaram US$ 2,3 bilhões, montante recorde para o País e 72% superior ao investido no ano anterior. Cinco transações relacionadas ao setor de energia, encabeçadas por firmas internacionais como BlackRock, KKR, First Reserve, EIG e Partners Group, movimentaram US$ 1,6 bilhão.

Das 88 operações, 48 entram na classificação de venture capital e mais da metade levantou por volta de US$ 1 milhão com investidores. As startups do setor financeiro — conhecidas como fintechs — se destacaram, por arrecadar valores mais altos. As empresas de pagamento Yellow Pepper e Clip, por exemplo, captaram, respectivamente, US$ 19 milhões (terceira rodada de investimentos) e US$ 8 milhões (primeira rodada).

Apesar de ter conquistado mais dinamismo em 2015, a indústria de private equity e venture capital mexicana ainda é tímida se considerado o potencial da economia do país, constatou a Lavca. As grandes famílias e corporações ainda dominaram as transações de fusões e aquisições, deixando pouco espaço para os fundos de investimento.

A título de comparação, mesmo em meio a uma crise econômica, os investimentos de fundos de venture capital e private equity em empresas brasileiras alcançaram US$ 3,2 bilhões em 2015, segundo a Lavca — o valor é maior do que o investido no México, mas um terço inferior ao registrado por aqui em 2014. No Brasil, o investimento em empresas endividadas tem se revelado uma oportunidade para os fundos.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  private equity venture capital investimentos México LAVCA Fintechs Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Evolução dos segmentos especiais de listagem
Próxima matéria
Verdades interessantes



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Evolução dos segmentos especiais de listagem
A BM&FBOVESPA tem concentrado esforços para identificar o estado da arte da governança corporativa, acompanhando as melhores...