Desequilíbrios

Seletas / Editorial / Edição 65 / 10 de fevereiro de 2017
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão

Em uma semana de retomada dos IPOs, animada pela oferta de ações da locadora de veículos Movida, a companhia aérea Azul também anunciou sua nova tentativa de chegar à bolsa de valores. No seu plano está mantida a oferta de ações superpreferenciais, emitidas com valor 75 vezes superior ao da ação ordinária e adornadas com direito de voto em ocasiões estratégicas. A ação especial soluciona uma particularidade societária da Azul, mas é fortemente criticada por investidores minoritários, como mostra reportagem desta edição.

Enquanto os acionistas da Azul são paparicados, os do Snapchat, nos Estados Unidos, são atraídos com um discurso surpreendentemente sincero. A companhia emite ações sem direito a voto e deixa claro que não tem lucros e, mais do que isso, reconhece que talvez nunca venha a tê-los. Simples assim, sem floreios.

Direitos de menos também são o problema da gestora Verde com a sua investida de call center Contax. Os investidores contestam uma decisão dos administradores de suspender os dividendos dos acionistas para engordar o caixa da companhia e confortar os credores. Indignada, a gestora iniciou um processo arbitral contra a companhia. O caso expõe a fronteira que divide os direitos de acionistas e credores.



Participe da Capital Aberto: Assine Experimente Anuncie


Tags:  abertura de capital IPO arbitragem Contax oferta de ações Verde Azul editorial simone azevedo Movida processo arbitral

Compartilhe: 


Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
3º Conferência ABRASCA e CDP – Construindo Conexões para um Futuro Sustentável
Próxima matéria
Bolsa lança série de livros sobre cases inspiradores de abertura de capital no Brasil




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
3º Conferência ABRASCA e CDP – Construindo Conexões para um Futuro Sustentável
Essa conferência, em sua terceira edição contará com cerca de 200 participantes, entre profissionais do mercado de capitais,...