Desequilíbrios

Seletas / Editorial / Edição 65 / 10 de fevereiro de 2017
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


Em uma semana de retomada dos IPOs, animada pela oferta de ações da locadora de veículos Movida, a companhia aérea Azul também anunciou sua nova tentativa de chegar à bolsa de valores. No seu plano está mantida a oferta de ações superpreferenciais, emitidas com valor 75 vezes superior ao da ação ordinária e adornadas com direito de voto em ocasiões estratégicas. A ação especial soluciona uma particularidade societária da Azul, mas é fortemente criticada por investidores minoritários, como mostra reportagem desta edição.

Enquanto os acionistas da Azul são paparicados, os do Snapchat, nos Estados Unidos, são atraídos com um discurso surpreendentemente sincero. A companhia emite ações sem direito a voto e deixa claro que não tem lucros e, mais do que isso, reconhece que talvez nunca venha a tê-los. Simples assim, sem floreios.

Direitos de menos também são o problema da gestora Verde com a sua investida de call center Contax. Os investidores contestam uma decisão dos administradores de suspender os dividendos dos acionistas para engordar o caixa da companhia e confortar os credores. Indignada, a gestora iniciou um processo arbitral contra a companhia. O caso expõe a fronteira que divide os direitos de acionistas e credores.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a algumas reportagens.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  abertura de capital IPO arbitragem Contax oferta de ações Verde Azul editorial simone azevedo Movida processo arbitral Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
IPO da Netshoes é eclipsado por insatisfação de clientes
Próxima matéria
Poison pill pode isolar a Cemig no posto de controladora da Light




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
IPO da Netshoes é eclipsado por insatisfação de clientes
A empresa brasileira de e-commerce Netshoes fez sua listagem na bolsa de Nova York (Nyse) no último dia 12, levantando...