Mais uma operação de Cepac a caminho

Edição 12 / 1 de agosto de 2004
Por 


ed12_p050-051_pag_2_img_001Está previsto para setembro o próximo leilão do mais novo título voltado ao setor imobiliário sob regulamenta ção da Comissão de Valores Mobiliários. Os Cepacs – Certificados de Potencial Adicional de Construção, emitidos pela Prefeitura Municipal de São Paulo, serão lançados para financiar futuras obras na avenida Faria Lima, em São Paulo. Até o fechamento desta edição, a operação dependia da aprovação da CVM.

O primeiro leilão do papel aconteceu em julho, no dia 20, e possibilitou à prefeitura captar R$ 30 milh ões para uma operação urbana a ser realizada na região Águas Espraiadas, também na capital paulista. Ao todo, serão necessários R$ 198 milhões, e o plano é captar os recursos em novos leilões de Cepacs.

O Cepac é um título que dá a seu detentor o direito de construir além dos limites estabelecidos pela lei de zoneamento em regiões pré-determinadas. Seu perfil é semelhante ao da compra de um terreno ou de um imóvel, em que o risco está condicionado à valorização da região. Carlos Fernandes Costa, chefe de gabinete da prefeitura, conta que a estratégia é emitir menos Cepacs que o potencial de construção na respectiva área, a fim de estimular a demanda e a valorização do papel.

Sérgio Belleza, consultor de investimentos da corretora Coinvalores, não acredita que o Cepac terá apelo entre investidores médios interessados em aplicações financeiras combinadas com o risco imobiliário. Embora não exista restrição da CVM a estes investidores, o primeiro leilão de Cepacs interessou basicamente às empreiteiras, construtoras e propriet ários de terrenos.



Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie

Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Histórias de uma poupança invejável
Próxima matéria
Fiesp lança FIDC para fornecedores




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Histórias de uma poupança invejável
Um dos recursos mais abundantes da China é sua elevada taxa de poupança, tanto a doméstica quanto a estrangeira. A primeira...