Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.
É válido o uso de prêmio por risco país na estimação de custo de capital das empresas?

O trabalho realizado responde à pergunta proposta no título com um claro “Não”, pois para apenas uma pequena fração de empresas, no mercado brasileiro de ações, o prêmio por risco país não está inteiramente contido no prêmio por risco da carteira de mercado local. Outros trabalhos já mostraram que é desnecessário usar carteiras de mercado dos Estados Unidos na estimação de taxas de retorno justas, ainda mais em sua versão histórica. Portanto, a inclusão de prêmio por risco país acarretaria dupla contagem desse risco, distorcendo a estimação de custo de capital próprio de uma empresa, para qualquer finalidade prática. A aplicação dos procedimentos de análise decorrentes do que é discutido neste estudo levou, num caso real recente, à estimação de erro de precificação de ações num laudo de avaliação visando à realização de oferta pública de aquisição. A ação teria sido superavaliada em aproximadamente 17%.


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 34,40/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.