Novatas seguem em inferno astral na bolsa de valores

Captação de recursos/Temas/Edição 60 / 1 de agosto de 2008
Por  e


Uma análise do desempenho das empresas listadas em 2007 na Bovespa mostra que elas ainda não saíram do inferno astral. Em alguns casos, a situação é catastrófica. Inpar, Laep, Springs e Even registram quedas de 75,6%, 75,1%, 55,5% e 53,6%, respectivamente, contra uma desvalorização do Ibovespa no período de 6,8%. Na média, a amostra das 64 companhias que ingressaram na bolsa no ano passado registra baixa de 20%. O pior caso é o da Agrenco, cujos controladores foram presos por suspeita de fraude contábil. No acumulado até o fim de julho, a perda era de 83,7%.

Para Álvaro Bandeira, sócio e economista-chefe da Ágora Investimentos, o momento é de aversão ao risco, o que tem feito o investidor migrar para empresas mais tradicionais e líquidas — as “blue chips”. “Nessa hora, quem sai perdendo são as companhias novatas, que carecem de um histórico de atuação e de governança corporativa”, explica. Perspectivas de aumento da inflação global e de desaceleração no crescimento em todo o mundo também tornam os investidores mais seletivos.

As diferenças em relação às cotações do lançamento são expressivas. Para se ter uma idéia, a Inpar estreou em bolsa no dia 6 de junho de 2007, a R$ 17,50. Ao fim do pregão de 31 de julho, valia R$ 4,70. Mas nem só de tristezas vivem as novatas: SLC Agrícola, JBS, São Martinho, Marfrig e JHSF brilham com valorizações de 64,8%, 40,2%, 31,2% e 27,1%, respectivamente.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Even Bovespa Laep Inpar Springs Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Inovação polêmica
Próxima matéria
Os "contras" venceram



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Inovação polêmica
Lá se vão quase três meses desde que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) divulgou um novo entendimento sobre o acesso...