EY celebra termo de R$ 650 mil para encerrar caso Taurus

Contabilidade e Auditoria / Seletas / Reportagem / Edição 64 / 3 de fevereiro de 2017
Por 
Ilustração: Rodrigo Auada A EY concordou em pagar R$ 650 mil à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para encerrar o processo que apurava irregularidades nas demonstrações financeiras da fabricante de armas e equipamentos de segurança Forjas Taurus. Luis Carlos de Souza, sócio que assinou...

Este conteúdo é restrito a assinantes! Faça login >

paywall2 paywall

Se já é assinante, faça login:



Participe da Capital Aberto: Assine Experimente Anuncie


Tags:  fusões e aquisições Auditoria Contabilidade demonstrações financeiras Forjas Taurus EY

Compartilhe: 


Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Novo relatório aponta itens que arregalam os olhos dos auditores
Próxima matéria
Luis Stuhlberger alerta para os perigos da briga de Trump com a China




Recomendado para você




1 comentário

Feb 07, 2017

Mais uma vez a ferramenta “termo de compromisso” é utilizada de forma indevida, privando os investidores de um julgamento para uma infração grave. Prevalece a lógica de arrecadar, sem que o acusado confesse culpa, deixando de lado o caráter educativo que um julgamento teria. Uma pena.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Novo relatório aponta itens que arregalam os olhos dos auditores
Os primeiros exemplares do novo relatório do auditor independente já começaram a ser divulgados, e revelam o potencial...